Alunos de Etecs podem fazer curso de programação do PROA


20 de novembro de 2020

Compartilhe!

Curso ensina programação a jovens de escolas públicas e desenvolve habilidades comportamentais para o trabalho | Foto: Guto Garrote

O Instituto PROA, organização não-governamental (ONG) focada na geração de emprego para jovens de baixa renda, está com inscrições abertas para o processo seletivo do curso de capacitação profissional gratuita em Programação. São disponibilizadas 150 vagas na Capital. Podem participar estudantes de Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) do Centro Paula Souza (CPS) e de outras instituições da rede pública de ensino, entre 17 e 20 anos, que estejam cursando ou já concluíram o terceiro ano do Ensino Médio. Interessados devem fazer a inscrição até 11 de dezembro pela internet.

“Os jovens do Centro Paula Souza se destacam no PROA pela formação inicial que tiveram em conceitos como empreendedorismo e conhecimento técnico”, afirma Alini Dal’Magro, diretora do Instituto PROA. As vagas são destinadas, prioritariamente, para alunos da Grande São Paulo, em virtude das aulas presenciais.

Além do conteúdo relativo a programação, as aulas abordam ainda conceitos relacionados ao desenvolvimento de habilidades socioemocionais e comportamentais, como liderança, comunicação, resolução de conflitos, empreendedorismo, entre outras.

O curso tem previsão de início em março de 2021 de forma presencial, mas toda a estrutura está preparada e adaptada, caso seja necessária a continuidade das aulas online. A formação é dada no contraturno escolar, com duração de seis meses, no período da manhã, das 9 às 13 horas; ou à tarde, das 14 às 18 horas; na unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) Lapa Tito (Rua Tito, 54 – Vila Romana). As aulas abordam ainda conceitos relacionados ao desenvolvimento de habilidades socioemocionais e comportamentais, como liderança, comunicação, resolução de conflitos, empreendedorismo, entre outras.

Os módulos estão divididos em: núcleo técnico em desenvolvimento full stack (248 horas); núcleo comportamental, projeto de vida e comunicação (118 horas) e núcleo cultural e vivências (74 horas). Ao final, os formados são encaminhados para entrevistas em empresas parceiras.

Preparando jovens talentos

Formada no curso técnico de Administração da Etec da Zona Leste, da Capital, Lais Leão, de 21 anos, participou do curso do PROA e hoje trabalha como auxiliar administrativa em um hospital da Capital. “Além do conhecimento nas disciplinas práticas, os professores nos ensinam como devemos nos preparar para o mercado de trabalho. As aulas me ajudaram bastante a conseguir uma vaga como Jovem Aprendiz”, conta.

Isabele Prieto, ex-aluna de Comunicação Visual da Etec de Vila Formosa, da Capital, foi indicada pela rede de contatos do programa para trabalhar no setor de Marketing de um shopping. Atualmente, ela faz faculdade e atua como estagiária em atendimento de uma agência de publicidade. “A Etec mudou minha vida e o PROA continuou me ajudando a amadurecer. Sempre indico o curso aos amigos que estão em busca de novas oportunidades. A conexão com as empresas funciona e a procura por jovens talentos é grande”, diz.