Fatec Indaiatuba e DePaul University fazem intercâmbio

22 de setembro de 2021

Compartilhe!

Programa de colaboração cria oportunidade de ensino globalizado e de prática de língua estrangeira | Foto: Freepik

A Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Indaiatuba e a DePaul University, de Chicago (EUA), iniciaram em setembro um Projeto Colaborativo Internacional (PCI) com participação de estudantes do curso superior de tecnologia de Comércio Exterior e do MBA de Gestão de Negócios Internacionais. Com orientação do coordenador do curso Ricardo Nóbrega, as turmas da Fatec e da universidade americana se reúnem em plataformas digitais para desenvolver estudos sobre como empresas brasileiras podem competir no mercado internacional.

O desafio proposto aos alunos é que eles pesquisem modelos de negócios viáveis e mercados potenciais para empresas de Indaiatuba expandirem sua operação em outros países. Com apoio da prefeitura, o projeto selecionou seis companhias da cidade para participar de um programa-piloto. Os clientes que serão estudados nesse intercâmbio cultural são a BR Goods, NTI Equipamentos, Rute Falco, Serthi Hidráulica, Sollenan Comércio e VM Espátulas.      

As turmas da Fatec estão divididas em grupos que mesclam estudantes dos dois países para desenvolverem um diagnóstico sobre os produtos e demandas de cada empresa. “A estratégia é apresentar aos alunos uma situação real para que eles criem um plano para esses clientes explorarem novos mercados de forma competitiva e estruturada”, afirma Nóbrega.  

O coordenador do curso diz que o acordo de colaboração prevê ainda que um funcionário de cada empresa se capacite assistindo às aulas como ouvinte de uma ou duas disciplinas do curso de Comércio Exterior. A Fatec de Indaiatuba desenvolve parcerias também com a Amsterdam University of Applied Science, Eastern Oregon University, Instituto Politécnico de Viseu e Universidad Nacional de Salta.    

Ensino globalizado

Os Projetos Colaborativos Internacionais (PCI) são desenvolvidos pela Unidade do Ensino Superior de Graduação (Cesu), com parceiros internacionais, para proporcionar aos estudantes das Fatecs experiências e competências interculturais e linguísticas, além do desenvolvimento de habilidades para o trabalho em equipe.

No primeiro semestre de 2021, 725 estudantes, de 20 Fatecs, participaram do programa e a previsão do coordenador do PCI, Osvaldo Succi, é que até o fim do ano mais de mil tenham participado do projeto. “O programa tem uma adesão maior a cada ano porque é uma oportunidade única para os alunos de interação com o mundo globalizado e com colegas da mesma área de estudo e faixa etária”, afirma Succi. Desde que foi criado, em 2013, o PCI contou com parcerias de 27 Instituições de Ensino Superior (IES), de 11 países.