Ex-aluno da Fatec Rio Preto cria site para encontrar palestrantes


8 de abril de 2019

Compartilhe!

Wendell Guimarães apresenta o site Palestart que já contabiliza mais de trinta clientes em carteira | Foto: Divulgação

Wendell Guimarães apresenta plataforma online Palestart, que já contabiliza mais de trinta clientes em carteira | Foto: Divulgação

Ao perceber a dificuldade que muitas organizações enfrentam para encontrar o palestrante ideal para seus eventos corporativos, Wendell Guimarães, de 26 anos, ex-aluno do curso superior tecnológico de Informática para Negócios da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) de São José do Rio Preto, teve a ideia de criar a plataforma online Palestart voltada exclusivamente a pessoas interessadas em dar palestras, treinamentos e cursos.

Após ter sido selecionado, em outubro de 2018, para participar do programa de coworking do parque tecnológico do município, o site foi lançado em janeiro deste ano e hoje soma mais de trinta clientes em carteira.

Wendell explica que o diferencial do modelo de negócio é a possibilidade de conectar as empresas diretamente com os palestrantes. “Enquanto uma agência tradicional faz a intermediação e cobra uma porcentagem dos contratos, nós trabalhamos com um plano de assinatura mensal dos palestrantes e deixamos as empresas livres para contatá-los e negociar diretamente”, diz. Outra vantagem é a possibilidade de qualquer pessoa oferecer seus serviços. “As agências assessoram nomes já conhecidos. Nossa intenção é dar espaço para novos especialistas.”

Carolina Lima é uma das primeiras clientes da startup. Profissional na área de gestão de pessoas e carreiras, ela conta que foi convidada para liderar um treinamento de uma grande empresa da região por meio da plataforma. “O retorno tem sido muito positivo. O site abriu um leque de networking com diferentes tipos de empreendimentos. Quem visita o portal tem acesso fácil aos temas e aos profissionais disponíveis conforme o valor que cada organização pode pagar”.

Escola de Inovadores

Antes de conquistar uma vaga na incubadora do parque tecnológico, o projeto recebeu apoio da Assessoria de Inovação do Centro Paula Souza – Inova CPS, por intermédio da Escola de Inovadores – curso de extensão gratuito oferecido em Fatecs e Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) para ensinar pessoas com espírito empreendedor a transformar ideias inovadoras em startups. As atividades abordam temas como gestão empresarial, design thinking, prototipagem, Canvas, marketing e tecnologia aplicada aos negócios.

“O conteúdo das aulas e o apoio dos professores foram fundamentais para elaboração do plano de negócios conforme as exigências do edital do parque tecnológico. A Escola de Inovadores nos deixou mais preparados, confiantes e seguros para enfrentar as etapas do processo de seleção”, afirma Wendell. Além do ex-aluno da Fatec, participaram do curso os demais integrantes da startup, Felipe Cipolato, Francine Leal e Marcus Bondezan.

Para Liszeila Martingo, professora da Fatec Rio Preto e agente regional da Inova CPS, os projetos na área de tecnologia estão se tornando uma tendência na Escola de Inovadores. “Estamos trabalhando com muitas propostas de plataformas e aplicativos em diferentes áreas, como agronegócio, contabilidade, direito, saúde e ação social. É um mercado muito promissor, principalmente, em cidades de interior que ainda apresentam um grande campo a ser explorado.”