Solidariedade se transforma em rotina nas Etecs e Fatecs


23 de junho de 2020

Compartilhe!

Estudantes guardam distanciamento nos laboratórios durante produção de álcool em gel na Fatec Praia Grande l Foto: Divulgação

Estudantes guardam distanciamento nos laboratórios durante produção de álcool em gel na Fatec Praia Grande l Foto: Divulgação

Desde o início do isolamento social necessário para o enfrentamento do novo coronavírus, professores e estudantes das Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais organizam ações solidárias em várias frentes, de acordo com os cursos e especialidades de cada uma delas. Trabalhando de forma voluntária e tomando os devidos cuidados para respeitar o distanciamento social, eles já produziram, por exemplo, mais de 15 mil máscaras (de tecido e de acetato), 1,5 tonelada de álcool em gel e 1,6 mil litros de material de limpeza para serem doados a hospitais, casas de repouso, entidades sociais e para a população próxima às unidades.

Baixada Santista: solidariedade na rotina escolar

Com o retorno das aulas, mesmo que a distância, algumas unidades estão agregando solidariedade e cidadania ao ensino profissional. Orientados por uma equipe de professores, 40 alunos do curso superior tecnológico de Processos Químicos começaram a produzir álcool em gel 70% nos laboratórios da Fatec Praia Grande.

Para seguir todos os protocolos de proteção contra a Covid-19, o preparo da substância envolve apenas três estudantes por dia, no período da tarde. “Organizamos essa escala para que cada aluno acesse os laboratórios no máximo uma vez a cada 15 dias”, explica a diretora da Fatec Praia Grande, Luciana Guimarães. “Desta forma também é possível guardar o distanciamento adequado durante a produção.”

Região Metropolitana: ajuda para quem mais precisa

Na Capital, moradores do bairro de Brasilândia, um dos mais afetados pela pandemia, receberam meia tonelada de álcool em gel produzido por estudantes e professores do curso técnico de Química da Etec Paulistano. Foram distribuídos mil frascos do produto para famílias cadastradas previamente.

Os insumos para a fabricação foram obtidos com recursos arrecadados por meio de vaquinha virtual promovida pela Etec, com apoio da Associação Comercial de São Paulo – Distrital Noroeste.

Vale do Paraíba: trabalho em equipe

Também foi por meio de vaquinha online que os estudantes do curso superior tecnológico de Gestão em Produção Industrial da Fatec São José dos Campos, Lucas José e Tássia Barroca, conseguiram comprar o material necessário para a produção de 350 escudos faciais.

“A solidariedade foi o que moveu esse projeto”, afirma Lucas. “Com o agravamento da pandemia, a falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) é cada vez maior e só com a ajuda de todos conseguimos atender lugares que tinham uma demanda bastante reprimida.”

A produção das máscaras em impressoras 3D contou com um time de voluntários formado por profissionais de diversas áreas.

Presidente Prudente: mais voluntariado

O professor Alexandre Alvarenga, da Etec Prof. Milton Gazzetti, localizada em Presidente Venceslau, na Região de Presidente Prudente, também reuniu um grupo de empreendedores e profissionais de diversos setores, que produziu mais de 150 escudos faciais.

Sorocaba e outras regiões

Mesmo sem produção própria, a Etec de Piedade, na Região de Sorocaba, doou mais de 1,1 mil EPIs para a Prefeitura do Município. Máscaras descartáveis e luvas de vinil, que seriam utilizadas por funcionários e estudantes na limpeza da unidade e atividades em laboratório, caso a escola estivesse aberta, foram direcionadas ao Ambulatório Médico e Odontológico da cidade. As máscaras de tecido serão distribuídas para a população.

Muitas outras unidades do Centro Paula Souza contribuíram com o enfrentamento da pandemia produzindo equipamentos e produtos de higiene e limpeza, entre elas as Etecs Bento Quirino (Campinas), Prof. Adhemar Batista Heméritas (Capital), Carlos de Campos (Capital), Raposo Tavares (Capital), Dr. José Luiz Alves Viana (Jales), Pedro Ferreira Alves (Mogi Mirim), Amim Jundi (Osvaldo Cruz) e de Santa Isabel. Também colaboraram as Fatecs Americana, Bauru, Botucatu, Jaboticabal, Jaú, Mogi Mirim e São Sebastião, entre outras.

Veja Também