Professor da Fatec Americana é premiado por pesquisa têxtil

Reconhecimento foi recebido durante o 29º Congresso Nacional de Tecnologia Têxtil, realizado na cidade de Brusque, em Santa Catarina

25 de novembro de 2022 11:03 am Fatec, Premiação

Testes realizados durante a elaboração do trabalho para tratamento do tecido com gás ionizado | Foto: Divulgação

Um trabalho desenvolvido por um docente da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Americana foi premiado em novembro, durante o 29º Congresso Nacional de Tecnologia Têxtil, realizado na cidade de Brusque, em Santa Catarina. A pesquisa de João Giordano consiste em fazer um tratamento no tecido que elimina agentes químicos, poupando tempo e diminuindo a contaminação da água, um dos grandes desafios da indústria têxtil.

Após receber uma aplicação de plasma, que é um gás ionizado, o tecido é tingido com urucum ou açafrão e tratado com flúor carbono e plasma novamente. “Usamos o plasma para preparar o tingimento, substituindo os processos convencionais, que usam agentes químicos, grande quantidade de água e energia e consomem tempo”, afirma o pesquisador. “Usamos também para obter o efeito estético do tecido.”

Com essa preparação, a estampa fica oculta e só aparece quando o tecido é molhado. “Pode ser usado na moda praia”, afirma o professor. Todo o trabalho foi executado pelo docente em casa, durante a pandemia. O plasma, porém, teve de ser aplicado no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), localizado em Campinas.

Giordano dá aulas no Centro Paula Souza (CPS) há 34 anos. Tem colegas de trabalho que foram seus alunos. Em 2004, foi premiado no mesmo congresso, por um outro trabalho semelhante, tema de sua tese de doutorado. Agora, sua nova pesquisa visa encontrar uma forma de preparar os tecidos para a estamparia digital. “Vamos economizar produto e tempo com esse tratamento”, garante.

Compartilhe


Veja também

Governo do Estado de SP