Novotec e AMS ampliam acesso à educação profissional


8 de janeiro de 2020

Compartilhe!

Coordenador da Cetec, Almério Melquíades de Araújo, apresenta a modalidade AMS a diretores de Etecs e Fatecs l Foto: Divulgação/CPS

Diversificar para ampliar oportunidades. Esta é uma das metas do Centro Paula Souza (CPS) para que mais jovens tenham acesso à educação profissional pública, gratuita e de qualidade em 2020. Para alcançar este objetivo, além da oferta do Ensino Técnico Integrado ao Médio (Etim), uma das principais estratégias da instituição é expandir outras duas modalidades de cursos: o Novotec Integrado e os da Articulação da Formação Profissional Média e Superior (AMS).

Programa Novotec

Lançado em março de 2019, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o Novotec é considerado o grande movimento de expansão de vagas da instituição. O programa oferece o itinerário de formação técnica e profissional nas Etecs e nas escolas da Secretaria de Educação em três modalidades: Integrado, Expresso e Virtual.

No Novotec Integrado o candidato pode optar por duas modalidades de certificação, o Ensino Médio com Habilitação Técnica Profissional e o Ensino Médio com Qualificação Profissional. Em 2019, foram oferecidas 5.141 vagas para esta modalidade. A partir de 2020, serão cerca 15 mil vagas nas Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) e 5.500 nas Escolas Estaduais (EEs).

O Expresso é uma qualificação profissional de até 200 horas, distribuídas ao longo de um semestre, com atividades ministradas na Etecs, Fatecs e EEs, espalhadas por mais de 120 municípios. Entre os 31 cursos rápidos e gratuitos, há opções em áreas como Gestão, Hotelaria, Marketing, Negócios e TI, que serão disponibilizadas de acordo com as demandas do mercado de trabalho. Já na modalidade Virtual, os cursos utilizam a plataforma da Univesp, com conteúdo elaborado pelo CPS e acompanhamento de um tutor.

Ensino Médio, Técnico e Superior

O Vestibulinho para o primeiro semestre deste ano também ofereceu 1.156 vagas para a AMS em mais de 20 municípios paulistas. No primeiro semestre de 2019, quando as três primeiras turmas foram implantadas, eram 120 vagas. Inspirada no modelo educacional P-Tech, a iniciativa fomenta o desenvolvimento de competências profissionais ligadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática, prepara estudantes para a economia digital, combinando o conteúdo teórico da formação profissional com experiências práticas dentro de empresas.

As primeiras turmas foram implantadas em parceria com a IBM, em Americana e na Capital, e com a Volkswagen em São Caetano do Sul. O ingresso ocorreu pelo Ensino Médio com Habilitação Técnica Profissional em Desenvolvimento de Sistemas, que, além das três mil horas regulares do curso, tem mais 200 horas de atividades práticas dentro das empresas parcerias. Além do aumento de vagas no curso já existente, há a expansão do modelo para outras três habilitações: Administração, Logística e Química.

“No caso de Desenvolvimento de Sistemas, já firmamos parcerias com diversas empresas, nos mesmos moldes do P-Tech”, explica o coordenador de projetos da Unidade do Ensino Médio e Técnico (Cetec) do CPS, Fernando Di Giani, responsável por formatar o novo modelo, junto com a equipe da Unidade do Ensino Superior de Graduação (Cesu) da instituição. “Como os maiores interessados na formação desses profissionais são os setores produtivos, a tendência é conquistarmos novas empresas parceiras”, avalia Di Giani.

O P-Tech também possibilita de forma inédita nas instituições públicas do País a articulação dos Ensinos Médio, Técnico e Superior: ao concluir o ciclo de três anos, o aluno poderá cursar o Ensino Superior Tecnológico em mais dois anos na Fatec correspondente, sem necessidade de novo Vestibular. Desta forma, o estudante poderá completar em cinco anos os três níveis de ensino – atualmente, são necessários seis.

Além das turmas do AMS já existentes, as vagas foram distribuídas pelos seguintes municípios: Capital (Ipiranga), Carapicuíba, Garça, Itatiba, Itu, Jales, Lins, Mococa, Mogi Mirim, Ourinhos, Piracicaba, Presidente Prudente, Santos, São Carlos, São Sebastião, Sorocaba, Taquaritinga e Tatuí.

Ensino Técnico Integrado ao Médio (Etim)

O processo seletivo das Etecs para este primeiro semestre também ofereceu 18.534 vagas aos candidatos que preferem estudar o Ensino Médio e o Técnico juntos, em tempo integral, visando fortalecer seu aprendizado básico com as habilidades profissionais. Desse total, 530 foram destinadas às escolas estaduais por meio do Programa Vence, parceria com a Secretaria da Educação do Estado. Entre os 28 cursos do Etim deste Vestibulinho, um é novo: Agronegócio.