Concurso Altar Día de Muertos anuncia projetos vencedores


30 de outubro de 2019

Compartilhe!

Altar da Fatec Jundiaí, que homenageou Mazzaropi e Cantinflas, foi um dos vencedores da 2ª edição do concurso | Foto: Divulgação

A Escola Técnica Estadual (Etec) Prefeito Braz Paschoalin, de Jandira, e a Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Jundiaí foram as vencedoras do segundo Concurso Cultural Altar Día de Muertos, uma parceria entre o Centro Paula Souza (CPS) e o Consulado Geral do México em São Paulo. Ao todo, seis trabalhos serão expostos no Memorial da América Latina e na Assembleia Legislativa (Alesp).

O desafio de montar altares dedicados a pessoas que já faleceram, um hábito dos mexicanos durante uma de suas mais tradicionais comemorações, foi proposto a alunos de todas as Etecs e Fatecs do Estado. Dos 117 grupos inscritos, sete foram selecionados e vieram até a Capital para apresentar seus trabalhos na sede do CPS. Os grupos montaram os projetos e fizeram uma exposição dos conceitos e ideias por trás de cada obra para um júri composto de representantes do Consulado, do CPS e do Memorial da América Latina.

Para escolher os vencedores, o júri levou em conta originalidade e apresentação de cada altar, além de elementos essenciais, como oferendas (alimentos, bebidas, objetos), arcos de flores, dobraduras e papéis picados, fotografias dos homenageados e caveiras. Cada equipe criou seu altar baseando-se em uma região do México, considerando suas tradições e similaridades com a cultura brasileira.

Entre as Etecs, o grupo vencedor foi o de Jandira, que criou um altar em homenagem ao ativista Chico Mendes e à missionária Dorothy Stang. A unidade é bicampeã no concurso e o grupo de alunos premiados, que está no segundo ano do curso técnico de Administração integrado ao Médio, teve apoio de toda a sala e dos professores para desenvolver o projeto. O tema foi escolhido para aliar o ambientalismo e a luta pela preservação da Amazônia à cultura mexicana, unindo características de dois povos.

Já entre as Fatecs, o altar que conquistou o primeiro lugar foi criado por alunos de Jundiaí, pelo segundo ano consecutivo. O grupo decidiu homenagear Mazzaropi e Cantinflas, atores e humoristas famosos no Brasil e no México, respectivamente. Por meio do projeto, os alunos encontraram uma maneira de mostrar que, mesmo após partirem, os artistas deixaram sua marca na história do cinema e continuam a divertir espectadores mundo afora.

Altares das Etecs Polivalente, de Americana, e de Jandira e das Fatecs Jundiaí e Barueri serão expostos nos dias 2 e 3 de novembro no Memorial da América Latina, durante a Festa do Dia dos Mortos. Os altares das Etecs Santa Ifigênia, da Capital, e Rosa Perrone Scavone, de Itatiba, serão expostos na Assembleia Legislativa, de 4 a 8 de novembro.

“Procuramos promover esses concursos com viés cultural para dar a alunos e professores a oportunidade de se apropriarem de novos conhecimentos de outros países”, afirma a assessora de Relações Internacionais do CPS, Marta Iglesis. “Estamos muito satisfeitos pela alta qualidade dos trabalhos apresentados e pelo reconhecimento que recebemos do Consulado do México.”

Día de Muertos

O desafio cultural foi um tributo ao Día de Muertos, celebração da tradição mexicana, realizada anualmente entre os dias 31 de outubro e 2 de novembro. Nesse período são construídos altares com ornamentos, retratos, comidas e objetos. Os mexicanos acreditam que, com o ritual, as almas retornam para o mundo dos vivos e participam das festas. A celebração é considerada uma das tradições mais representativas da cultura mexicana e foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco em 2003.