skip to Main Content

CPS e IBM apresentam P-Tech a empresas de Tecnologia

CPS E IBM Apresentam P-Tech A Empresas De Tecnologia
Laura Laganá falou sobre a importância das parcerias com o setor produtivo para a expansão da educação profissional l Foto: Divulgação

Nesta terça-feira, 16, o Centro Paula Souza (CPS) e a IBM reuniram representantes de empresas do setor de Tecnologia da Informação, prefeituras e de outras instituições para apresentar o modelo educacional P-Tech, na sede da multinacional, na Capital. A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Patricia Ellen da Silva, também participou do evento.

O programa, que fomenta o desenvolvimento de competências profissionais ligadas à ciência, tecnologia, engenharia e matemática, prepara estudantes para a economia digital, combinando o conteúdo teórico da formação profissional com experiências práticas dentro de empresas. Além disso, o P-Tech possibilita de forma inédita nas instituições públicas do País a articulação dos Ensinos Médio, Técnico e Superior. O objetivo do encontro foi apresentar o modelo para potenciais futuros parceiros na expansão do programa.

“Nosso trabalho é unir as duas pontas: ajudar as empresas e facilitar o acesso dos jovens paulistas ao mercado de trabalho”, explicou a secretária. “Podemos inclusive diminuir a evasão se o aluno souber que no final do curso vai ter uma oportunidade de emprego”.

O P-Tech foi implantado no primeiro semestre de 2019 nas Fatecs Americana, na Região de Campinas, e Zona Leste, na Capital, com 40 vagas em cada unidade no período da tarde. O ingresso ocorre pelo Ensino Médio com Habilitação Técnica Profissional em Desenvolvimento de Sistemas, que, além das três mil horas regulares do curso, tem mais 200 horas de experiências dentro da IBM. Ao concluir o ciclo de três anos, o aluno poderá completar o curso superior tecnológico de Análise e Desenvolvimento de Sistemas em mais dois anos de estudo na Fatec, sem necessidade de novo Vestibular. Desta forma, em cinco anos, o estudante terá os diplomas dos Ensinos Médio, Técnico e Superior Tecnológico – atualmente, são necessários seis anos.

“O principal diferencial desta nova modalidade de ensino é a possibilidade de aplicação do que se aprende em sala de aula no ambiente real de trabalho, dentro de uma empresa”, afirmou a diretora-superintendente do CPS, Laura Laganá. “Por isso queremos abrir a possibilidade de novas parcerias com a iniciativa privada para expandir o acesso dos jovens a esse novo modelo de formação”.

A Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) e Movimento Brasil Competivivo (MBC) foram parceiros na realização do evento.

Participaram do encontro representantes das seguintes empresas e instituições: Accenture, Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-SP), Cognizant, Conquest One, Fluunt7, Innovision, Instituto de Tecnologia de São Caetano do Sul (Itescs), Lesap Consultoria Empresarial, MicroPower, Oncoclinicas, Oracle, Prefeitura de Santo André, Prefeitura de São Caetano do Sul, Prefeitura de São Carlos e UHG.

Notícias

Inscrições para o Novotec Expresso terminam domingo
Exame do Vestibulinho das Etecs deste domingo começa às 13h30
Etecs superam Finlândia, Japão e Canadá no Pisa para Escolas
Concurso premia professores com bolsa de estudos na Itália
Inscrição do Vestibular das Fatecs termina hoje, às 15 horas

Siga o CPS

CPS – Administração Central

Rua dos Andradas, 140 - Santa Ifigênia
CEP 01208-000 – São Paulo – SP
+55 11 3324-3300

Centro Paula Souza. Desenvolvido por AssCom/WEB. Todos os direitos reservados

Back To Top