Alunos de Etecs conquistam vaga no Jovens Embaixadores

Estudantes das Etecs Martin Luther King, da Capital, e de Fernandópolis estão entre os 50 selecionados para programa de intercâmbio nos EUA

10 de novembro de 2022 9:56 am Etec, Programas

Augusto Gazola, da Etec de Fernandópolis e Nathaly Shige, da Etec Martin Luther King (Capital) l Foto: Divulgação

Estudantes de duas Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) estão entre os 50 selecionados pelo Programa Jovens Embaixadores, promovido pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos (EUA). Com coordenação da embaixada e consulados norte-americanos no Brasil, o programa oferece intercâmbio de duas semanas nos Estados Unidos para alunos do Ensino Médio da rede pública com excelente desempenho escolar, fluência em inglês e engajamento em iniciativas de impacto social. O embarque será realizado no dia 13 de janeiro de 2023.

A seleção é feita por meio de prova escrita e oral em inglês, e análise de currículo. Para serem aprovados, os jovens têm que comprovar participação em uma ou mais iniciativas de empreendedorismo/impacto social.

Nathaly Shige Silva, da Etec Martin Luther King, localizada na Capital, é uma das fundadoras do D&D Girl Up Club, organização que tem a missão de lutar por uma vida melhor para meninas e mulheres de classes economicamente desfavorecidas. Através das redes sociais, produz conteúdo sobre igualdade de gênero e cria campanhas de conscientização e mobilização. Além disso, o grupo participa de movimentos políticos no Brasil e em São Paulo. “Por meio de nossos programas de mentoria, contribuímos para transformar mulheres em líderes e empreendedoras”, comenta.

O D&D Girl Up Club também participou ativamente da elaboração do Programa Dignidade Íntima, criado pelo Governo do Estado de São Paulo por meio da Lei 17.525, de 23 de março de 2022. O objetivo da iniciativa é garantir às alunas das escolas estaduais, Etecs e Fatecs a dignidade menstrual, mediante o acesso aos meios adequados de higiene pessoal.

Com tantas atividades e realizações, Nathaly está empolgada e pronta para embarcar no programa. “Será o meu primeiro intercâmbio e acredito que vai ser uma oportunidade de aprender sobre empreendedorismo e liderança ao lado dos outros 49 estudantes do Brasil“, finaliza.

Já Augusto Eredia Aiello Gazola, da Etec Prof. Armando José Farinazzo, localizada em Fernandópolis, na Região de São José do Rio Preto, está envolvido no desenvolvimento de um drone para entrega de soro antiveneno. Como a demora em receber antídoto costuma ser fatal, ele desenvolveu uma solução para agilizar a entrega e diminuir as mortes. “Acredito que o intercâmbio vai ser uma oportunidade única para mim. Vou melhorar os conhecimentos de inglês e aprender mais sobre a cultura de outro país, algo que sempre sonhei”, comemora.

Compartilhe


Veja também