Abertas as inscrições para o Programa Ciência sem Fronteiras


6 de novembro de 2013

Compartilhe!

Os alunos das Faculdades de Tecnologia  do Estado (Fatecs) interessados em participar do Programa Ciência sem Fronteiras  (CsF) têm até o dia 29 de novembro para fazer as inscrições. Vinte países estão com chamadas abertas para 2014: Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, China, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Reino Unido e Suécia.

As bolsas de estudo são na modalidade sanduíche, na qual o curso realizado no exterior acontece durante a graduação no Brasil, o que impede a participação de estudantes do penúltimo e último semestres. Os embarques estão previstos a partir de agosto do próximo ano.

Desde 2012, o Centro Paula Souza já enviou 114 estudantes ao exterior pelo CsF. Desse total, 63% são dos cursos de Análise de Desenvolvimento de Sistemas (ADS), o que mostra o grande interesse dos países patrocinadores nas áreas de tecnologia da informação (TI).

Para concorrer a uma bolsa o conhecimento do inglês é fundamental, como destaca o coordenador geral do programa no Paula Souza, Nilo Vieira. A apresentação do teste de proficiência nessa língua é uma das exigências para a inscrição e há a possibilidade de fazer esse teste  gratuitamente. Essas e demais informações estão disponíveis nas páginas do Núcleo de Relações Internacionais da Fatec e do CsF.

“Os alunos das Fatecs devem fazer sua inscrição  nos dois sites, sob pena de ter o pedido indeferido”, explica Viera.  Ele lembra também que cada unidade tem um coordenador responsável para auxiliar os interessados no programa.

O Ciência sem Fronteiras é realizado pelos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC) por meio de suas respectivas instituições de fomento – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, o CNPq, e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, a Capes – e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.