Projetos da Escola de Inovadores estão no Onovolab

7 de junho de 2021

Compartilhe!

Rede de sustentabilidade, kit gastronômico e loja virtual de camisetas foram indicados para pré-aceleração | Foto: Divulgação

Três propostas de empreendedorismo desenvolvidas na Escola de Inovadores do Centro Paula Souza (CPS), na Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) São Carlos, foram selecionadas para o programa de pré-aceleração do centro de inovação Onovolab, em parceria com a aceleradora online Startadora. Os jovens começaram a participar de mentorias com especialistas para aprimorar os planos de negócio e estruturar suas estratégias para o mercado consumidor. O programa é totalmente online e tem duração de quatro meses.

De acordo com o professor da Fatec e agente da Inova CPS, Alfredo Colenci Neto, os projetos foram escolhidos pelo potencial de inovação e por terem as bases do modelo de negócio formatadas durante o curso de empreendedorismo do CPS. “A Escola de Inovadores ensina os participantes a tirar as ideias do papel e terem condições de criar suas próprias startups, integrando rodadas de negócio, programas de aceleração, incubação e outras iniciativas para dar continuidade às propostas”, destaca.

Reduzir, reutilizar e reciclar

Inspirado nos “três erres” da sustentabilidade, o estudante do curso superior de tecnologia em Gestão Empresarial da Fatec São Carlos, Luiz Carlos Pereira, é um dos classificados para o programa com o projeto 3CoRS, que pretende criar uma rede para compostagem de resíduos orgânicos e reciclagem de papéis, vidros e plásticos descartados durante eventos. “Na Escola de Inovadores consegui ter uma visão sobre como monetizar a proposta e estruturar o modelo de negócio. Os próximos passos envolvem pesquisas para modelar o produto com foco nas necessidades do cliente. A partir daí, será possível planejar o lançamento da startup com apoio das mentorias”, diz.

Cozinhando na medida certa

Cansada de chegar em casa com fome e ainda ter que picar os alimentos para cozinhar, Gláucia Silva dos Santos pensou que a solução poderia ser uma cesta com ingredientes selecionados e particionados na medida exata para suas receitas. Com apoio dos colegas Clever Rafael Kalaki e Marriete Nagela Pereira, a ideia de negócio tornou-se trabalho de conclusão do curso de Gestão Empresarial. “Após a formatura, entramos na Escola de Inovadores com a intenção de aperfeiçoar o produto. E o que aconteceu? Saímos com o plano de criar pacotes de assinatura e enviar kits ‘mise en place‘, contendo receitas surpresa para proporcionar novas experiências gastronômicas”, conta Gláucia, que também iniciará a pré-aceleração com uma pesquisa de mercado.

Fé com estilo

O ex-aluno da Fatec Taquaritinga, Felipe Amaral, uniu os conhecimentos em processamento de dados ao desejo de empoderar a cultura das religiões afrobrasileiras. Com ajuda do irmão Mateus, o jovem criou o site loja.rezaria.com.br para comercializar camisetas com estampas de textos, guias e termos relacionados a entidades e orixás. “A Escola de Inovadores foi importante para ampliar nossa visão de negócio, aumentar escala, diversificar modelos e definir estratégias de maketing digital para a marca”, explica Felipe. Nesta pré-aceleração, ele pretende adequar o projeto ao formato de startup e também expandir o e-commerce, oferecendo outras mercadorias em parceria com produtores artesanais, como velas, incensos, charutos e ervas para banho.