Fórum da Educação Profissional debate desafios do ensino remoto


6 de julho de 2020

Compartilhe!

Evento online apresentou experiências sobre como manter as atividades pedagógicas durante a quarentena | Foto: Reprodução

Evento online apresentou experiências sobre como manter as atividades pedagógicas durante a quarentena | Foto: Reprodução

Atualizado em 7 de julhoàs 12h36

Com o intuito de debater os desafios da mudança do ensino presencial para o formato remoto imposta pela pandemia do novo coronavírus, além de discutir a retomada segura do convívio social nas unidades escolares, mais de 700 pessoas participaram nesta terça-feira (7) da 25ª edição do Fórum da Educação Profissional do Estado de São Paulo. O evento online abordou o tema Aprendizagem Remota na Educação Profissional. Confira vídeo de apresentação

“Estamos vivenciando um período de várias incertezas e grandes desafios. É muito importante que as redes educacionais estejam unidas para superar as dificuldades e aperfeiçoar cada vez mais os modelos de ensino que utilizem tecnologias digitais”, afirmou a diretora-superintendente do Centro Paula Souza (CPS), Laura Laganá.

Promovido semestralmente para proporcionar a integração de professores e gestores de diferentes instituições de educação profissional que atuam no Estado em torno de temas relevantes ao aprimoramento da formação para o mundo do trabalho, o fórum é composto pelo Centro Paula Souza (CPS), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-SP) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-SP). Também fazem parte o Sindicato dos Técnicos Industriais de Nivel Médio do Estado de São Paulo (Sintec-SP), o Sindicato dos Tecnólogos do Estado de São Paulo (Sintesp) e o Conselho Regional de Química – IV Região (CRQ-IV).

Troca de experiências

A abertura do encontro contou com a participação do coordenador da Unidade do Ensino Médio e Técnico do CPS e presidente do fórum, Almério Melquíades de Araújo, e do diretor-regional do Senai-SP, Ricardo Terra. A programação incluiu duas mesas de debates. A primeira abordou os desafios do ensino remoto com os especialistas em educação Nacim Walter Chieco e Fernando Leme do Prado.

Em seguida, foram debatidas experiências sobre como manter as atividades pedagógicas durante a quarentena, com as presenças da diretora-superintendente do CPS, Laura Laganá; da coordenadora de Educação do Senac-SP, Ana Luiza Marino Kuller; do reitor do IFSP, Eduardo Antonio Modena; do diretor-regional do Senai-SP, Ricardo Terra; e do coordenador do fórum, José Carlos Mendes Manzano.

Veja Também