Começam aulas de Articulação dos Ensinos Médio-Técnico e Superior


14 de fevereiro de 2019

Compartilhe!

Diretores e coordenadores das unidades de Americana e profissionais da IBM dão informações do curso aos alunos e pais l Foto: Divulgação

Diretores e coordenadores das unidades de Americana e profissionais da IBM dão informações do curso aos alunos e pais l Foto: Divulgação

Grande novidade do Vestibulinho das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) para o primeiro semestre de 2019, as aulas do curso de Articulação dos Ensinos Médio-Técnico e Superior (AMS) já começaram em três municípios do Estado. Baseada no modelo internacional P-Tech, a modalidade tem início por meio de parceria com a IBM e consolida a meta institucional de estar cada vez mais perto do setor produtivo, afinando as formações profissionais com as necessidades dos mercados regionais.

As três primeiras turmas foram implantadas nas Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) Americana, na Região de Campinas; Zona Leste, na Capital; e na Etec Jorge Street, em São Caetano do Sul, no ABC, com 40 vagas em cada unidade no período da tarde. Além de possibilitar que o estudante complete em cinco anos os Ensinos Médio, Técnico e superior Tecnológico – atualmente, são necessários seis anos –, outro diferencial do AMS é a oportunidade de fazer 200 horas de atividades práticas dentro de empresas do setor de tecnologia,  somadas às três mil horas regulares do curso.

Na semana passada, diretores e coordenadores da Etec e Fatec de Americana, junto com profissionais da IBM, apresentaram a estrutura do curso e tiraram dúvidas de estudantes e pais. “Percebemos muita motivação por parte dos alunos”, revela o coordenador da modalidade no município, Sidnei Valero. “Mas a empolgação dos pais nos surpreendeu. Eles se mostraram muito otimistas com a proximidade entre escola e mercado de trabalho.”

O ingresso dos estudantes ocorre pelo Ensino Médio com Habilitação Técnica Profissional em Desenvolvimento de Sistemas. Ao concluir o ciclo de três anos, o aluno poderá completar o curso superior tecnológico de Análise e Desenvolvimento de Sistemas com mais dois anos de estudo. Desta forma, eles aprendem uma profissão técnica, vivenciam a experiência profissional, e ingressam no ensino superior na Fatec para aprofundar seus conhecimentos.

“Temos Etecs e Fatecs próximas entre si oferecendo cursos que atendem os mesmos setores produtivos, com áreas de conhecimento coincidentes. Isso nos dá a possibilidade de expandir a modalidade com o auxílio de empresas parceiras”, afirma o coordenador de Ensino Médio e Técnico do CPS, Almério Melquíades de Araújo.