CPS promove simpósio sobre desafios educacionais


8 de agosto de 2019

Compartilhe!

Laura Laganá destacou importância do protagonismo do aluno durante a abertura do 6º Semtec | Foto: Divulgação

Laura Laganá destacou importância de estimular o protagonismo do aluno durante a abertura do 6º Semtec | Foto: Divulgação

Começou nesta quinta (8) a sexta edição do Simpósio dos Ensinos Médio, Técnico e Tecnológico (Semtec). O evento reúne anualmente professores e gestores de Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) de todo o Estado de São Paulo para apresentação de estudos e práticas pedagógicas desenvolvidas por profissionais do CPS e de instituições parceiras com foco no aprimoramento da formação para o mundo do trabalho. Sob o tema Desafios do Ensino Médio, Técnico e Tecnológico: Ações Formativas no Contexto Contemporâneo, o encontro segue até amanhã, dia 9, na sede do CPS, na Capital. 

Na abertura do Semtec, a diretora-superintendente do CPS, Laura Laganá, ressaltou a importância da utilização de metodologias que tragam novos desafios para o estudante. “Nos últimos anos, a instituição ampliou e diversificou sua oferta de cursos, buscando cada vez mais inserir o aluno como protagonista do conhecimento. Para que as nossas ações inovadoras tenham bons resultados, é fundamental promover práticas pedagógicas que garantam a interdisciplinaridade de conteúdos e o desenvolvimento das competências socioemocionais do jovem”, afirmou.

Em seguida, o público assistiu a uma palestra com o sociólogo, jornalista e pedagogo espanhol Jaume Carbonell, que abordou temas tratados no seu livro Pedagogias do Século XXI, Bases para a Inovação Educativa. Para ele, as práticas educacionais modernas precisam contemplar quatro pilares: conhecer, fazer, conviver e ser. “Aquele modelo tradicional em que o professor detém a fala e o aluno escuta tudo passivamente já não serve mais. A escola deve ser um espaço de colaboração, um lugar de trabalho conjunto e de experimentação com base no diálogo”, disse o palestrante.

Práticas inovadoras

Ao longo do simpósio, serão apresentados estudos que tratam de experiências relacionadas ao uso de metodologias ativas de aprendizagem, projetos interdisciplinares, educação empreendedora, gestão do conhecimento, competências socioemocionais, inteligências múltiplas, design thinking, educação ambiental, robótica, gamificação, entre outros assuntos.

Estão previstos 65 artigos e 12 banners distribuídos em cinco linhas temáticas: Flexibilização do mundo do trabalho e da Educação Básica como contribuição para a autonomia na aprendizagem; Formação científica e cidadã da Educação Básica à Educação Superior Tecnológica; Movimento STEAM (Science, Technology, Engeneering, Arts, Mathematics) – Experiências para toda a vida; Interdisciplinaridade hoje: será o fim da aprendizagem por componentes curriculares?; e Os itinerários formativos na articulação do Ensino Médio com o Ensino Superior – a produção de diferentes conhecimentos científicos e tecnológicos nos percursos de formação do aluno. Confira a programação completa