skip to Main Content

Centro Paula Souza comemora 48 anos trabalhando pelo ensino de qualidade no Estado

Centro Paula Souza Comemora 48 Anos Trabalhando Pelo Ensino De Qualidade No Estado
CPS soma hoje mais de 290 mil alunos em seus cursos gratuitos oferecidos em todas regiões do Estado | Foto: Gastão Guedes

Nesta sexta-feira, dia 6, o Centro Paula Souza comemora seu 48º aniversário. Maior rede estadual de ensino profissional gratuito do País, a instituição atende hoje mais de 290 mil alunos matriculados em 221 Escolas Técnicas (Etecs), 68 Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais e classes descentralizadas presentes em mais de 300 municípios.

Sempre buscando atender às demandas do setor produtivo, o Centro Paula Souza estendeu sua oferta de ensino para todos os níveis, da educação básica à pós-graduação (strictu e lato sensu), passando pela especialização técnica. Também ampliou o atendimento no campo da educação a distância, tanto no ensino técnico quanto na graduação tecnológica.


História centenária

Criado por um decreto-lei de 6 de outubro de 1969, na gestão do governador Roberto Costa de Abreu Sodré (1967 – 1971), o Paula Souza nasceu com a missão de implantar uma rede gratuita de cursos superiores de tecnologia. Um ano depois começou a oferecer três na área de Construção Civil e dois em Mecânica. Era o início das Faculdades Estaduais de Tecnologia (Fatecs). As duas primeiras foram instaladas em Sorocaba e São Paulo.

Com o passar do tempo, o desenvolvimento da economia demandava cada vez mais por profissionais especializados, principalmente na área de informática, o que impulsionou a criação de novas unidades a partir dos anos 1980. Vieram então as Fatecs Baixada Santista e Americana.

Na mesma época, o Centro Paula Souza começou a englobar o ensino técnico de nível médio e passou a administrar as escolas profissionais que integravam convênio entre União, Estado e municípios.  Dentre elas, escolas centenárias criadas em 1911 para o ensino de prendas manuais e artes industriais a jovens e adolescentes, como a Escola Profissional Masculina (atual Etec Getúlio Vargas) e a Escola Profissional Feminina (atual Etec Carlos de Campos), ambas na Capital.

O Centro Paula Souza criou suas primeiras escolas técnicas em 1988: a Escola Técnica de São Paulo (Etesp) e a Etec de Taquaritinga. A partir de 1994, com a integração de 85 escolas existentes (outras 12 escolas foram incorporadas entre 1981 e 82), a instituição passou oficialmente a responder pelo ensino técnico público no Estado.

Já está disponível no Youtube um vídeo institucional de pouco mais de um minuto que apresenta o trabalho do CPS. Assista:

Back To Top