Bioembalagem da Fatec Pinda é finalista do ITA Challenge 2020


6 de agosto de 2020

Compartilhe!

Protótipo de embalagem 100% degradável foi desenvolvido por três estudantes de Gestão de Negócios e Inovação | Foto: Divulgação

Protótipo de embalagem 100% degradável foi desenvolvido por três estudantes de Gestão de Negócios e Inovação | Foto: Divulgação

O projeto Bioembalagem, desenvolvidos por estudantes do curso superior tecnológico de Gestão de Negócios e Inovação, da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Pindamonhangaba, está entre os dez finalistas do oitavo ITA Challenge 2020. A competição é promovida pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA). As equipes classificadas participarão de uma mentoria com especialistas em empreendedorismo no dia 22 de agosto e já se preparam para a apresentação final, no dia 12 de setembro.

O trabalho finalista concorreu com 52 projetos inscritos e destacou-se na premiação, que estimula a criação de soluções inovadoras para problemas reais. A orientadora do projeto, Eloisa Lopes, explica que o objetivo do grupo foi desenvolver uma embalagem totalmente biodegradável contribuir com o propósito de lixo zero.

A primeira etapa do trabalho começou na disciplina prototipagem de negócio, oferecida na Fatec no ano passado, com uma pesquisa de mercado para confirmar a viabilidade financeira da bioembalagem. “A enorme produção de lixo no mundo e o impacto poluidor de sacos, bandejas e caixas plásticas confirmaram que a bioembalagem tem um nicho promissor de negócio”, afirma. “A tecnologia desenvolvida pela Fatec resultou numa embalagem de baixo custo e 100% degradável num período de até seis meses. O plástico biodegradável disponível no mercado leva até dois anos para se degradar e deixa resíduos no meio ambiente”, comparou a professora.

Outro benefício dessa tecnologia é que a sua fórmula é absorvida pelo organismo sem causar danos à saúde. Para a educadora, esse diferencial torna a bioembalagem mais adequada para as indústrias de alimentos, farmacêutica e cosméticos.   

Para transformar o projeto em produto, a equipe contou com a coorientação da química e professora Marta dos Santos, que coordenou as atividades no laboratório para produção de um protótipo. Após a realização de testes iniciais para validação, o protótipo continuará sendo aperfeiçoado durante a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) das estudantes. O próximo passo será submetê-lo ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) para registro da patente.

Ficha técnica

O grupo responsável pelo projeto Bioembalagem é formado por Amanda Almeida, Danielle de Souza e Gabrielle Silva. A Fatec Pindamonhangaba foi classificada também no ITA Challenge de 2019 com dois projetos semifinalistas. Um dos trabalhos foi a produção de uma embalagem feita com a fibra de bananeira e outro, a modelagem de uma startup de alimentos.   

O ITA Challenge está na oitava edição e visa difundir a cultura do empreendedorismo e inovação na comunidade acadêmica. A competição está aberta a alunos do Ensino Fundamental à Pós-Graduação de todo país.   

Veja Também