Alunos de Fatec criam programa que auxilia o controle de bovinos


1 de março de 2019

Compartilhe!

Daniel Gonçalves, a orientadora Thaís Brant, Arthur Zagni e Nickolas Antunes apresentaram o projeto na Campus Party| Foto: Divulgação

O campo e a tecnologia estão cada vez mais próximos. Com essa visão e pensando em contribuir para melhorar o dia a dia do trabalho nas fazendas da Região do Vale do Paraíba, os alunos da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) de Guaratinguetá chegaram à Campus Party, um dos maiores eventos tecnológicos do mundo. A edição deste ano foi realizada em fevereiro na Capital paulista. A proposta apresentada por Álvaro Siqueira, Arthur Zagni, Daniel Gonçalves, Gabriel Ferreira e Nickolas Antunes de criar o Cowpper, uma solução para desktop que informatiza rebanhos, nasceu como Trabalho de Graduação do Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, orientado pela professora Thaís Brant.

O protótipo do programa surgiu após a análise de uma fazenda de Guaratinguetá. A ideia inicial era oferecer um projeto simples, para deixar mais fácil o controle dos bovinos de corte dos pequenos fazendeiros da região. Em sua maioria, eles ainda utilizam fichas de papel para fazer anotações variadas sobre os animais. O foco neste semestre de estudos é garantir que a proposta possa ser usada em outras criações de pequeno e médio porte.

“Há alguns softwares com funções parecidas no mercado, mas constatamos que não são usados em nossa região”, conta Nickolas. “Com isso, procuramos direcionar o atendimento e o acompanhamento a esses pequenos pecuaristas.”

Na fazenda, o usuário é capaz de cadastrar cada animal individualmente, desde o seu nascimento e depois incluir dados relevantes para identificar a adequação dos processos até a fase de comercialização ou abate dos bovinos. Com gráficos, fica fácil visualizar se os objetivos estão sendo cumpridos. Há também informações referenciais sobre as principais raças para o acompanhamento preciso do gado.

Entre as melhorias previstas, está o desenvolvimento de uma balança inteligente, que será feita com arduíno, para processar e enviar os dados diretamente para o programa. Atualmente, o cadastro é manual no sistema web. Os estudantes também usarão informações absorvidas durante a mentoria, na Campus Party, para amparar o plano de negócios que envolve a consolidação do Cowpper como um produto.