skip to Main Content

Centro Paula Souza assina acordo para intercâmbio de projetos com instituto de ensino tecnológico da China

Centro Paula Souza Assina Acordo Para Intercâmbio De Projetos Com Instituto De Ensino Tecnológico Da China
Crédito: Divulgação | Para o vice-diretor-superintendente do Centro Paula Souza, César Silva, acordo permitirá integração de professores e alunos dos dois países

O vice-diretor superintendente do Centro Paula Souza, César Silva, recebeu nesta segunda-feira, 2, a visita de uma comitiva do Instituto Sino-Alemão de Tecnologia Profissional de Tianjin, na China. Durante o encontro, foi assinado um protocolo de intenções com objetivo de desenvolver projetos em conjunto nas áreas de educação, ciência, tecnologia e cultura.

“Tianjin é uma região estratégica na produção industrial da China. O acordo nos permitirá possibilidades de interação entre estudantes e professores, promovendo a troca de experiências e o fortalecimento tecnológico”, afirmou César Silva.

Liderada por Li Da Wey, a equipe do instituto era composta pelo diretor do Departamento de Gestão do Ensino, Yang Zhong Li, pela diretora da Faculdade de Idiomas Estrangeiros, Wang Jin Feng, e pelo diretor da Faculdade de Mecânica e Materiais, Chen Kuan.

“China e Brasil possuem muitas similaridades e podem trabalhar juntos para atender às exigências do mercado profissional em meio à economia globalizada”, ressaltou Li Da Wey.

Modelo alemão

Criado em 1985, o Instituto Sino-Alemão de Tecnologia Profissional de Tianjin é uma das maiores faculdades tecnológicas nacionais de tempo integral da China. Inspirada no modelo de ensino alemão, a instituição é especializada em eletromecânica de veículos e aviação, além de contar com cursos nas áreas de tecnologia da informação, idiomas, gestão econômica e arte.

Localizada no nordeste da China, Tianjin é banhada pelo Oceano Pacífico e faz divisa com a província de Hebei e com a capital Pequim.  É a quinta cidade mais rica da China e conta com um extenso parque industrial em diversos setores da economia. Com cerca de 14 milhões de habitantes, é a terceira cidade mais populosa do país, atrás apenas de Xangai e Pequim.

Back To Top