Prédio histórico da Etec de Amparo é restaurado


29 de outubro de 2009

Compartilhe!

A Escola Técnica Estadual (Etec) João Belarmino, de Amparo, recebeu em seu aniversário de 98 anos, comemorado nesta quarta-feira, 28, um importante presente: foi reinaugurado um dos prédios da unidade, tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat), que passou por restauro. A chefe de Gabinete do Centro Paula Souza, Elenice Belmonte, esteve na cerimônia, além das autoridades locais.

A reforma modernizou as instalações do prédio, adequando-as às necessidades dos alunos, sem deixar de respeitar as características originais do imóvel de estilo neoclássico. “Essa obra mostra que o processo de expansão pelo qual passa o Centro Paula Souza não se resume em ampliar o número de Etecs e Fatecs. Existe também a preocupação em investir continuamente em nossas unidades já existentes. É um compromisso permanente com a qualidade do ensino que, além de professores capacitados e currículos atualizados, exige instalações físicas adequadas”, observou Elenice Belmonte.

O investimento do Centro Paula Souza na obra foi de aproximadamente R$ 1,7 milhão. O projeto também recebeu recursos de emenda parlamentar de autoria do deputado Barros Munhoz e de três empresas da região – Instaladores Santana, Química Amparo e Supermercado Guarani – que fizeram doações por meio da Lei Rouanet, que permite que projetos aprovados pela Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) recebam patrocínios e doações de empresas, que podem abater do Imposto de Renda parte dos benefícios concedidos.

“A participação da iniciativa privada foi importante para a realização desse projeto. Com a restauração, os alunos passam a desfrutar de instalações adequadas para salas de aula e laboratórios”, comemora a diretora da Etec, Neuza Natariani.