Etec de Nova Odessa recebe cineasta britânica nesta terça


24 de abril de 2018

Compartilhe!

Cineasta britânica May Taherzadeh debate possibilidades pedagógicas do curta-metragem “Uma escolha” l Foto: Divulgação

Cineasta britânica May Taherzadeh debate possibilidades pedagógicas do curta-metragem “Uma escolha” l Foto: Divulgação

A cineasta britânica May Taherzadeh apresenta nesta terça-feira, 24, na Escola Técnica Estadual (Etec) de Nova Odessa, seu curta-metragem Uma escolha (Mercy’s Blessing). O evento faz parte de um projeto piloto, desenvolvido por meio de parceria entre o Centro Paula Souza (CPS) e a ClassApp, empresa brasileira com aplicativo do mesmo nome que conecta instituições de ensino, pais e alunos. A iniciativa propõe a utilização da narrativa audiovisual para abordar temas importantes para o universo escolar.

“Conseguimos trabalhar, de forma leve e interessante, assuntos como permanência escolar, a importância dos estudos e a continuidade da formação acadêmica, entre outros”, avalia o coordenador de projetos da Unidade de Ensino Médio e Técnico (Cetec) do CPS, Fernando Bertolino Junior.

Além de Nova Odessa, mais oito Etecs da Região de Campinas participam do projeto: Etec Prefeito Alberto Feres (Araras), Trajano Camargo (Limeira), Euro Albino de Souza (Mogi Guaçu), Pedro Ferreira Alves (Mogi Mirim), Deputado Ary de Camargo Pedroso e Coronel Fernando Febeliano da Costa (ambas de Piracicaba), Prof. Armando Bayeux da Silva (Rio Claro) e Prof. José Dagnoni (Santa Bárbara D’Oeste).

Cinema e educação

Na última terça-feira, 17, cerca de 90 pessoas, entre diretores, coordenadores pedagógicos e orientadores educacionais de Etecs da Região Metropolitana de São Paulo, incluindo a Capital, assistiram ao filme e participaram de um debate com a cineasta sobre seu uso pedagógico. Representantes das Escolas Técnicas de Nova Odessa e Rio Claro, na Região de Campinas, também apresentaram alguns resultados da atividade nas unidades.

Com o apoio de instituições como Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres), o filme foi apresentado em escolas de mais de 50 países para explorar diversos temas, de acordo com a realidade local.

No dia 16, mais de 800 alunos da Etec Pedro Ferreira Alves, de Mogi Mirim, assistiram ao filme e conversaram com May Taherzadeh.

Educação e igualdade

Premiado em 12 festivais internacionais, Uma escolha se passa em uma vila rural da República do Maláui, país africano de aproximadamente 16 milhões de habitantes. Conta a história de um casal de irmãos que luta para permanecer na escola e ter a possibilidade de fugir da pobreza extrema, destino de grande parte da população local, principalmente das mulheres.

“Apenas 25% das meninas de Maláui concluem o primário. Destas, 5% terminam o Ensino Médio. Metade casa ainda adolescente e tem a vida escolar interrompida por uma gravidez indesejada”, explica Taherzadeh, que nasceu no Reino Unido, mas cresceu em diversos países da região meridional da África, entre os quais, Maláui.

“Quis fazer o filme para inspirar pessoas de todo o mundo a se tornarem ativistas pela educação e igualdade de gênero”, diz a diretora. “É importante debater como nós, com nossos privilégios, podemos ajudar que tem menos oportunidades.”

Veja Também