skip to Main Content

Etec de Jacareí promove terceira edição do Campeonato de Cubo Mágico

Etec De Jacareí Promove Terceira Edição Do Campeonato De Cubo Mágico
Competição inclui diversas modalidades de resolução do cubo, das mais conhecidas à montagem com os pés ou com apenas uma mão | Foto: Divulgação

No dia 30 de setembro, a Escola Técnica Estadual (Etec) Cônego José Bento, de Jacareí, realiza a terceira edição do Campeonato de Cubo Mágico. O evento é organizado pelos alunos Rafael Rodrigues, Stefanno Bicudo, João Pedro Costa, Guilherme Machado e Pedro Regenes do curso técnico de Administração integrado ao Médio. O torneio é reconhecido pelo World Cube Association (WCA), órgão que regula competições do tipo em todo o mundo.

O cubo mágico, também conhecido como cubo de Rubik, é um quebra-cabeça tridimensional, inventado pelo húngaro Ernő Rubik, em 1974. O atual recorde mundial é de Patrick Ponce, estudante americano que montou o brinquedo em apenas 4,69 segundos. A melhor marca brasileira é de Pedro da Silva Roque, com 6,72 segundos.

O campeonato promovido pela Etec inclui diversas modalidades de resolução do cubo, que vão das mais conhecidas (3x3x3 e 2x2x2), até a montagem com os pés ou com apenas uma mão.  O evento é aberto ao público. Para participar, basta fazer a inscrição no site da WCA e pagar a taxa no valor de R$ 5 até o dia 27 de setembro. Após esse prazo, a taxa custa R$ 10 e só serão aceitas inscrições diretamente na unidade, no dia da competição.
 

Cubo na sala de aula

A paixão da Etec de Jacareí pelo cubo mágico surgiu nas aulas do professor de matemática Fabio Aparecido, que pede para os estudantes do segundo ano resolverem o desafio da montagem  para ensinar os alunos ingressantes. Em seguida, uma data é estipulada para os novatos começarem a montar o cubo. Só então, todos realizam treinos para melhorar o tempo de execução.

“Com o cubo mágico percebi uma mudança no comportamento dos alunos. Agora eles resolvem exercícios na lousa e explicam a matéria para os colegas por iniciativa própria”, afirma Aparecido. “Também melhoraram o rendimento na leitura e interpretação, tornaram-se pessoas mais ágeis e os casos de retenção diminuíram na disciplina”, finaliza.

De acordo com o diretor da Associação Brasileira de Cubo Mágico, Rafael Cinoto, o brinquedo pode ser visto como um complemento à educação escolar. “Dois pontos chamam a atenção no relato de pais e professores de jovens que aprendem a resolver o cubo mágico: a melhora da autoestima ao superar desafios e o desenvolvimento das relações sociais de alguns jovens’, afirma.

Para Cinoto, os alunos que aprendem a resolver o cubo acabam querendo ensinar outras pessoas e sempre compartilham seu conhecimento. “É possível aprender a resolver o cubo sozinho na internet, mas com a dica de um amigo é muito mais simples e os jovens acabam se ajudando e interagindo naturalmente”, diz. “Dessa maneira, os alunos podem entender a importância da cooperação e do trabalho em grupo.”
 

Serviço

3º Campeonato de Cubo Mágico
Local: Etec Cônego José Bento

Avenida Nove de Julho, 745 – Jd. Pereira do Amparo
Data: 30 de setembro
Horário: Das 9 às 20 horas
Valor da inscrição: R$ 5 até o dia 27. Depois dessa data, R$ 10.

Back To Top