Etec de Jacareí promove terceira edição do Campeonato de Cubo Mágico


21 de setembro de 2017

Compartilhe!

Competição inclui diversas modalidades de resolução do cubo, das mais conhecidas à montagem com os pés ou com apenas uma mão | Foto: Divulgação

No dia 30 de setembro, a Escola Técnica Estadual (Etec) Cônego José Bento, de Jacareí, realiza a terceira edição do Campeonato de Cubo Mágico. O evento é organizado pelos alunos Rafael Rodrigues, Stefanno Bicudo, João Pedro Costa, Guilherme Machado e Pedro Regenes do curso técnico de Administração integrado ao Médio. O torneio é reconhecido pelo World Cube Association (WCA), órgão que regula competições do tipo em todo o mundo.

O cubo mágico, também conhecido como cubo de Rubik, é um quebra-cabeça tridimensional, inventado pelo húngaro Ernő Rubik, em 1974. O atual recorde mundial é de Patrick Ponce, estudante americano que montou o brinquedo em apenas 4,69 segundos. A melhor marca brasileira é de Pedro da Silva Roque, com 6,72 segundos.

O campeonato promovido pela Etec inclui diversas modalidades de resolução do cubo, que vão das mais conhecidas (3x3x3 e 2x2x2), até a montagem com os pés ou com apenas uma mão.  O evento é aberto ao público. Para participar, basta fazer a inscrição no site da WCA e pagar a taxa no valor de R$ 5 até o dia 27 de setembro. Após esse prazo, a taxa custa R$ 10 e só serão aceitas inscrições diretamente na unidade, no dia da competição.
 

Cubo na sala de aula

A paixão da Etec de Jacareí pelo cubo mágico surgiu nas aulas do professor de matemática Fabio Aparecido, que pede para os estudantes do segundo ano resolverem o desafio da montagem  para ensinar os alunos ingressantes. Em seguida, uma data é estipulada para os novatos começarem a montar o cubo. Só então, todos realizam treinos para melhorar o tempo de execução.

“Com o cubo mágico percebi uma mudança no comportamento dos alunos. Agora eles resolvem exercícios na lousa e explicam a matéria para os colegas por iniciativa própria”, afirma Aparecido. “Também melhoraram o rendimento na leitura e interpretação, tornaram-se pessoas mais ágeis e os casos de retenção diminuíram na disciplina”, finaliza.

De acordo com o diretor da Associação Brasileira de Cubo Mágico, Rafael Cinoto, o brinquedo pode ser visto como um complemento à educação escolar. “Dois pontos chamam a atenção no relato de pais e professores de jovens que aprendem a resolver o cubo mágico: a melhora da autoestima ao superar desafios e o desenvolvimento das relações sociais de alguns jovens’, afirma.

Para Cinoto, os alunos que aprendem a resolver o cubo acabam querendo ensinar outras pessoas e sempre compartilham seu conhecimento. “É possível aprender a resolver o cubo sozinho na internet, mas com a dica de um amigo é muito mais simples e os jovens acabam se ajudando e interagindo naturalmente”, diz. “Dessa maneira, os alunos podem entender a importância da cooperação e do trabalho em grupo.”
 

Serviço

3º Campeonato de Cubo Mágico
Local: Etec Cônego José Bento

Avenida Nove de Julho, 745 – Jd. Pereira do Amparo
Data: 30 de setembro
Horário: Das 9 às 20 horas
Valor da inscrição: R$ 5 até o dia 27. Depois dessa data, R$ 10.