Etec Bento Quirino oferece espaço para projetos multidisciplinares


28 de fevereiro de 2020

Compartilhe!

Espaço Maker é dividido em dois ambientes que permitem planejamento e execução de projetos dos estudantes da escola l Foto: Divulgação

Os estudantes da Escola Técnica Estadual (Etec) Bento Quirino, localizada em Campinas, ganharam um ambiente voltado exclusivamente para desenvolvimento de projetos. O Espaço Maker estimula a criatividade dos alunos ao proporcionar uma estrutura na qual eles podem elaborar, formatar e executar trabalhos nas áreas dos diversos cursos oferecidos na unidade.

Inaugurado no segundo semestre de 2019, o local é dividido em dois ambientes. O primeiro, destinado à criação e planejamento, tem acesso liberado para todos os estudantes e é equipado com mesas para reunião, sofás, lousas, quadros de design thinking, TV para apresentações e rede Wi-Fi de alta capacidade.

Direcionado à execução dos trabalhos, o segundo ambiente conta com impressoras 3D, máquina de corte a laser e computadores com softwares de desenho digital, entre outros equipamentos e ferramentas. O acesso a este espaço é condicionado à apresentação de um projeto.

“Queremos incentivar trabalhos multidisciplinares e inovadores. Por isso, é fundamental que os estudantes tenham um ambiente adequado para colocar ideias em prática”, explica o diretor da Etec, Luis Gonzalez.

Na prática

O Espaço Maker foi utilizado, por exemplo, para o desenvolvimento dos três projetos de alunos da Etec Bento Quirino classificados para a Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), que será realizada na Universidade de São Paulo (USP), entre os dias 17 e 20 de março: Estudo sobre as aplicações diretas da corrente contínua, de Letícia da Rocha, Marcela Dias e Tarsila da Silva; Medprat – Medicação Programada Automatizada, de Moisés Machado, Gabriel Basílio e Felipe de Souza; e Silent cry: dispositivo auxiliar para deficientes auditivos para detecção de choro de bebês, de Jonathan Melo e Victória da Cruz.

“Ao trabalharem de forma colaborativa, compartilhando conhecimentos e experiências, os jovens desenvolvem habilidades essenciais para o futuro profissional”, afirma Marcelus Guirardello, coordenador do Espaço Maker.

Veja Também