Estudantes do CPS são aprovados em faculdades no exterior

Jovens da Fatec Zona Leste e da Etec de Osvaldo Cruz deram pontapé inicial para cursar ensino superior na Austrália, EUA e Itália; conheça a história deles

1 de dezembro de 2022 10:00 am Internacional

Thaimy Ramos, Mário Paiva e Débora Albino obtiveram bom desempenho em processos seletivos internacionais | Foto: Divulgação

Três estudantes do Centro Paula Souza (CPS) deram os primeiros passos para ingressar em uma instituição de ensino de nível superior em outro país. Mário Paiva, da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Zona Leste, localizada na Capital, embarcará para Austrália, em fevereiro de 2023. Thaimy Sigoli Ramos e Débora Vitoria Albino de Oliveira, da Escola Técnica Estadual (Etec) Amim Jundi, de Osvaldo Cruz, foram aprovadas, respectivamente, em faculdades dos EUA e da Itália.

Aos 20 anos, Mário está no quarto semestre do curso superior de tecnologia em Comércio Exterior. Ele conta que estudar em outro país sempre foi seu objetivo e, justamente, com esse propósito, decidiu entrar na Fatec. “Além de permitir a eliminação das matérias já cursadas, a Fatec dispõe de iniciativas que ajudam o aluno a obter vivências internacionais”, afirma.

O jovem participou de dois projetos intermediados pela Assessoria de Relações Internacionais (ARInter) do CPS. O primeiro é o eMovies, em que estudou macroeconomia de forma remota durante seis meses na Universidade de Santo Tomás, na Colômbia. A outra experiência foi um estágio virtual na Universidade Veracruzana, no México, onde desenvolveu uma pesquisa sobre os impactos da pandemia na economia do Mercosul. “Foi um período de aprendizado muito intenso. O contato com outras culturas fez muita diferença, tanto no crescimento pessoal quanto acadêmico”, explica.

A dedicação do aluno resultou na conquista de uma bolsa na Universidade de Griffith, onde dará continuidade ao curso de graduação, a partir do próximo semestre. “Eu não tinha expectativa de que seria aprovado. É muito difícil, mas no final deu certo, graças ao apoio que tive na Fatec”, diz. O estudante conseguiu ainda um estágio em uma empresa local onde atuará na área de economia comportamental. “Apesar da bolsa, os custos de viagem e hospedagem são elevados e o estágio será fundamental para que eu consiga me manter na Austrália”, ressalta.

No mesmo rumo

Inspiradas na trajetória do colega da Fatec, as alunas da Etec de Osvaldo Cruz, Thaimy e Débora, de 17 e 18 anos, também sonham em conseguir uma maneira de custear os estudos no exterior. Elas foram aprovadas na primeira etapa dos processos seletivos e garantiram vaga na Universidade de Las Vegas e na Academia de Belas Artes da Itália, mas ainda aguardam a chance de tentar uma bolsa de estudos.

No terceiro ano do Ensino Médio, Thaimy quer estudar nos EUA e se inscreveu em 13 instituições de ensino de diferentes lugares, como Denver, Flórida, Massachusetts e Nova Iorque. A primeira boa notícia veio de Las Vegas. “Acredito que o grande diferencial para passar na prova online foi a qualidade do ensino na Etec. Os professores são bem preparados e utilizam métodos que tornam as aulas mais atrativas”, destaca.

Entusiasta das artes visuais e do circuito da moda de Milão, Débora está concluindo o curso técnico de Administração integrado ao Ensino Médio e teve sua redação sobre a importância da arte no mundo contemporâneo aprovada no vestibular da instituição italiana. “Foi uma experiência interessante escrever sobre o tema e traduzir para o italiano. Ainda bem que o professor de História da Etec, que conhece bastante a Itália, deu uma força”, conta.

Compartilhe


Veja também

Governo do Estado de SP