Estudantes da Fatec Carapicuíba produzem game em tempo real com caricatura dos jogadores


11 de dezembro de 2017

Compartilhe!

Versão do jogo com o professor Alvaro Gabriele da Fatec como protagonista

Versão do jogo com o professor Alvaro Gabriele Rodrigues da Fatec Carapicuíba como protagonista | Foto: Reprodução

Imagine um jogo eletrônico em que você vê na tela um personagem “com a sua cara” lutando contra monstros e fantasmas. Essa é a invenção de dois estudantes do curso superior tecnológico de Jogos Digitais da Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Carapicuíba. Utilizando caricatura dos próprios jogadores, o game Masmorra da Tortura foi uma das atrações da Comic Con Experience 2017. Considerada uma das principais feiras de cultura geek e pop do Brasil, a mostra terminou neste domingo, dia 10, na Capital.

Elaborado pelos alunos Raul Tabajara e Monique Moon, orientado pelos professores Alvaro Gabriele Rodrigues e Rosana del Picchia Nogueira, o jogo remonta à época clássica dos videogames dos anos 1990, no estilo beat ‘em up – em que o protagonista avança pelo cenário combatendo com socos e pontapés os inimigos que vão surgindo.

“O diferencial não está no formato e sim na possibilidade de você jogar com a sua caricatura representando o herói da trama”, explica Raul. O estudante conta que a ideia surgiu com o sucesso das ilustrações que ele fazia de colegas da Fatec. “Como a Monique também sabe desenhar com pixel art, pensamos em preparar um jogo que trouxesse uma experiência única e personalizada”, afirma.


Visão de mercado

O projeto nasceu como um trabalho acadêmico, mas acabou ganhando novas proporções quando foi aprovado para a Comic Con. Em um estande interativo, os estudantes produziam ao vivo a caricatura dos visitantes da feira, que podiam testar o game com seu próprio avatar na mesma hora. Eles também recebiam de brinde um link para jogar depois, com a possibilidade de postar suas versões nas redes sociais. Veja vídeo com a reação do público durante a participação dos alunos na mostra.

O modelo diferenciado do game trouxe uma nova visão de mercado para os jovens. “A intenção não é simplesmente transformar o jogo em mais um produto para ser comercializado. Nossa ideia é oferecer um novo serviço em festas e eventos, criando a caricatura dos convidados para que eles possam interagir em tempo real, como fizemos na Comic Con”, conta Raul.

Para o coordenador do curso e orientador do projeto, Alvaro Gabriele Rodrigues, a iniciativa tem um grande potencial para se transformar em startup. “Eles tiveram a ideia de unir arte e entretenimento em uma proposta simples e inovadora, revelando um novo segmento de negócio”, acredita.

O game funciona em computadores, tablets, smartphones e qualquer outro aparelho conectado à internet. Clique aqui para jogar online com a caricatura do professor Alvaro Gabriele Rodrigues.

Alunos da Fatec Carapicuíba produzem game em tempo real com caricatura dos jogadores