skip to Main Content

Prêmio Respostas para o Amanhã está com inscrições abertas até dia 31 de agosto

Prêmio Respostas Para O Amanhã Está Com Inscrições Abertas Até Dia 31 De Agosto
Com o projeto sobre o cultivo de palmito e pupunha, alunos da Etec de Iguape venceram a edição 2016 da competição | Foto: Divulgação

Estudantes das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) interessados em participar da quarta edição do Prêmio Respostas para o Amanhã têm até o dia 31 para fazer sua inscrição pela internet. A iniciativa da empresa Samsung, com apoio do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), visa estimular o desenvolvimento de projetos de alunos da rede pública de ensino.

Podem participar da competição alunos regularmente matriculados nos Ensinos Médio e Técnico integrado ao Médio, sob a orientação de um professor de biologia, física, química e matemática ou de outras disciplinas relacionadas às áreas de Ciências da Natureza e da Matemática e suas Tecnologias. Cabe ao professor-orientador fazer a inscrição do estudante no site do evento.

Os projetos inscritos devem apresentar soluções simples para resolver problemas da comunidade em que os jovens vivem, levando em consideração princípios de sustentabilidade. Após a inscrição, os participantes têm até 13 de setembro para enviar a versão final de suas propostas.

Serão escolhidos 25 trabalhos, sendo até cinco projetos de cada região do País. Os selecionados deverão produzir um vídeo explicativo sobre a proposta, com até três minutos de duração, para votação popular. As cinco melhores produções, uma por região, serão consideradas vencedoras pelo júri popular.

Para conhecer o regulamento, calendário e outras informações sobre o prêmio acesse o site.


Edição anterior

Em 2016, a Etec Eng. Agrônomo Narciso de Medeiros, de Iguape, venceu a terceira etapa do Prêmio Respostas para o Amanhã. Os alunos do curso técnico de Agropecuária integrado ao Ensino Médio desenvolveram um trabalho que propõe a implantação do cultivo de palmito juçara e pupunha pela cooperativa dos estudantes, para reflorestamento de Mata Atlântica e geração de renda para a aldeia indígena Itapuã-TupiGuarany, no Vale do Ribeira.

Back To Top