skip to Main Content

Pesquisadoras de Etec de Franca conquistam prêmio e vão apresentar projeto nos EUA

Pesquisadoras De Etec De Franca Conquistam Prêmio E Vão Apresentar Projeto Nos EUA
Crédito: Divulgação | Jovens viajam com a professora para feira com mais de mil estudantes

O projeto Cimento ósseo a partir da reciclagem de resíduos das indústrias coureira e pesqueira foi o vencedor do Prêmio CRQ 2017, promovido pelo Conselho Regional de Química, na categoria Química de Nível Médio. O trabalho foi desenvolvido pelas alunas Sabrina Aparecida Miranda e Verônica Marques, da Etec Prof. Carmelino Corrêa Junior, em Franca, sob a orientação da professora Joana Félix. Essa foi a terceira vez que a educadora conquistou o CRQ, um feito inédito na história do prêmio.

A pesquisa das estudantes do curso técnico de Curtimento sugere uma alternativa mais barata e ecológica para a reposição de tecido em enxertos de fraturas e procedimentos odontológicos por meio da utilização de escama de peixes e colágeno do couro de animais, dois materiais normalmente descartados. “Esse prêmio nos motiva ainda mais a continuar estudando para conquistar nossos objetivos”, conta Sabrina.

O projeto foi apresentado na Feira Tecnológica do Centro Paula Souza (Feteps) em 2017 e na Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace), da Universidade de São Paulo (USP), e agora parte para sua primeira mostra internacional, a Genius Olympiad, na State University of New York, em Oswego, nos Estados Unidos, em 10 de junho. O evento receberá mais de mil alunos de 71 países.

“É uma grande oportunidade de levar nosso projeto para fora do País”, afirma Sabrina. “Representar o Brasil já é uma enorme conquista.”

Coleção de prêmios

A professora Joana Félix é a primeira pessoa a conquistar o reconhecimento do CRQ três vezes. Ela já havia sido premiada antes com os projetos Pele humana para transplantes e testes farmacológicosem 2014Fertilizantes organominerais sustentáveis a partir de resíduos sólidos do setor coureiro-calçadista da cidade de Francaem 2015.

No total, ela soma 57 premiações na carreira, incluindo troféus em feiras científicas e um Kurt Politzer de Tecnologia, concedido pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abquim), em 2014.

Seu trabalho pode ser visto até outubro na exposição Inovanças, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro. Nesta semana, Joana foi convidada a participar do programa Encontro com Fátima, da TV Globo. O segredo para o sucesso, ela descreve em poucas palavras: “garra e vontade de vencer na vida”.

http://gshow.globo.com/programas/encontro-com-fatima-bernardes/videos/t/programa/v/joana-darc-superou-a-pobreza-e-hoje-acumula-premios/5907062/

Back To Top