skip to Main Content

Jovens empresários, alunos da Fatec lançam game de cartas com personagens da literatura

Jovens Empresários, Alunos Da Fatec Lançam Game De Cartas Com Personagens Da Literatura
Crédito: Divulgação | Baralho com ilustrações exclusivas segue o estilo ‘steampunk’

Kevin Talarico e Samantha Geraldini, alunos do último ano de Jogos Digitais da Fatec São Caetano do Sul, percorreram um caminho um pouco diferente do tradicional e fundaram uma empresa durante o curso. Agora, os jovens estão lançando seu primeiro game, o Cartas a Vapor.

A empresa foi fundada depois de eles cursarem uma disciplina da faculdade que exigia a simulação de um negócio. A ideia acabou incentivando os dois a investirem de verdade e a Potato Cat surgiu no final de 2015.

Mais do que um passatempo, o Cartas a Vapor é um jogo de cartas que pretende preencher algumas lacunas encontradas por seus criadores. A primeira delas é a do desinteresse dos jovens pela literatura clássica. O jogo é inspirado em um livro do escritor gaúcho Enéias Tavares, A Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison, que faz releituras de diversos personagens de obras famosas, como O Alienista, de Machado de Assis, e Noite na Taverna, de Álvares de Azevedo, em um plano de fundo retrofuturista.

Durante uma partida, heróis e vilões devem cumprir missões e impedir que o adversário alcance primeiro seus objetivos. Para isso, há cartas de cenários, acessórios e missões, unindo sorte e estratégia.
“A maioria dos estudantes não lê a literatura clássica por vontade, mas porque vai prestar algum vestibular. A gente quer tornar mais agradável esse universo e achamos essa proposta muito interessante”, conta Kevin, que buscou uma parceria com o autor da história. Outro ponto que impulsionou a criação do game foi a ausência de material sobre a cultura do steampunk, que aborda o futurismo em histórias de época e que, segundo o estudante, tem muitos fãs entre os jovens jogadores.

Financiamento

Agora, para o jogo ser produzido em larga escala, os alunos da Fatec contam com um financiamento coletivo na internet. As “recompensas” para quem ajudar variam, mas todos os apoiadores receberão o jogo. Entre os pacotes disponíveis, há um kit voltado para escolas de Ensino Médio: são dois tabuleiros, livros para a biblioteca e outros brindes. A ideia é aplicar o jogo de maneira educativa.

A iniciativa é aprovada pelo coordenador de Jogos Digitais da Fatec. “Incentivamos os alunos desde o começo a pensar em empreendedorismo e também temos um projeto para a criação de jogos educacionais”, conta Alan Henrique Pardo de Carvalho. Segundo o professor, outros games já foram finalizados e apresentados para as equipes técnicas do Centro Paula Souza que pesquisam e desenvolvem o método de ensino da rede.

Para ajudar o Cartas a Vapor a ser lançado é preciso entrar na página do game no site de financiamento coletivo. Lá há também vídeos e fotos explicativas com mais informações sobre como jogar. O jogo também foi apresentado na Bienal do Livro, em São Paulo.

Jovens empresários, alunos da Fatec lançam game de cartas com personagens da literatura

Back To Top