skip to Main Content

Ex-aluno da Etec de Cerqueira César cria coleção de roupas feitas com materiais recicláveis

Ex-aluno Da Etec De Cerqueira César Cria Coleção De Roupas Feitas Com Materiais Recicláveis
Crédito: Mayara de Morais Rocha | Coleção de 25 peças foi apresentada em um desfile na própria Etec

Ex-aluno da Escola Técnica Estadual (Etec) Prefeito José Esteves, em Cerqueira César, Leoéles Câmarasempre gostou de moda, mas fazia o curso técnico de Meio Ambiente. As duas áreas parecem distantes uma da outra, até que ele conseguiu uni-las em seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Ele criou a Biomoda, uma coleção de roupas feitas a partir de tecido 100% reciclado. O material é composto 80% por refugo têxtil (restos de tecidos) e 20% de garrafas pet.

“Eu queria fazer uma coisa inovadora. Durante as aulas, aprendi que as indústrias têxteis causam um impacto grande na natureza. Portanto, meu projeto teve fundamento no curso de Meio Ambiente”, diz.

A coleção é formada por 25 peças e foi apresentada em um desfile na Etec Prefeito José Esteves. Para o jovem estilista, a parte mais difícil do projeto foi adequar o tipo de tecido ao caimento de cada uma das roupas. “Trabalhei com denin, moletinho e couro ecológico”, conta.

Durante três meses, Leoéles — que trabalhava durante o dia e estudava à noite — passou madrugadas e fins de semana bordando. Ele também recrutou e treinou as modelos para o desfile e contou com a ajuda de uma costureira para colocar suas ideias em prática. Para realizar o projeto, ele ainda investiu R$ 4 mil.

‘Nem parece sustentável’

O esforço valeu a pena e o trabalho ganhou o reconhecimento do público. “As pessoas diziam, ‘mas é tão bonito, nem parece sustentável’. Elas têm essa ideia de que os tecidos recicláveis têm um visual rústico, simples, sem conforto. E isso não é verdade”, diz.

Para o professor Julio Cesar de Moraes, orientador do TCC, a sociedade tem, aos poucos, se tornado mais consciente da importância da preservação do meio ambiente. Essa mudança, no entanto, ainda é pequena. “Você vê que existe um novo comportamento, por exemplo, uma vez que a maioria das cidades tem coleta seletiva. Mas na hora de escolher um produto com selo verde, poucas pessoas têm essa preocupação”, afirma.

Negócios

Hoje, a página da Biomoda no Facebook conta com mais de 600 seguidores. Pela rede social, Leoéles já recebeu diversos pedidos de compras, mas as roupas ainda não estão à venda. “Quero fazer outros desfiles, mostrar para outras cidades da região para que as pessoas conheçam o conceito.”

No futuro, o estilista pretende abrir sua loja, não sem antes fazer mais um curso da Etec. Desta vez, o de Administração. “Queria aprimorar essa ideia e colocá-la em prática de uma forma mais profissional.”

Back To Top