skip to Main Content

Etec de Cerquilho propõe aplicativo para avaliação de desempenho de funcionários

Etec De Cerquilho Propõe Aplicativo Para Avaliação De Desempenho De Funcionários
Crédito: Gastão Guedes | Com o programa é possível acessar registro de plano de desenvolvimento individualizado

A avaliação de desempenho dos funcionários de uma organização, qualquer que seja o seu tamanho, só será de fato uma ferramenta eficaz de gestão se acompanhada de medidas que ajudem os empregados a superar seus pontos fracos. A ideia de estimular e facilitar esse processo, principalmente para as micro e pequenas empresas, levou alunos da Escola Técnica Estadual (Etec) de Cerquilho a criar o projeto “Chamar”, vencedor da Categoria Gestão e Ciência Econômicas da 9ª Feira de Tecnologia do Centro Paula Souza (Feteps) realizada em outubro de 2015.

A proposta prevê a criação de um aplicativo para celulares que acompanhe, em tempo quase real, o plano de desenvolvimento de cada funcionário, no sentido de aprimorar suas competências, e permita aos gestores motivar sua equipe. “Esse modelo deverá estimular as micro e pequenas empresas a implantar avaliações de desempenho, o que hoje muitas não fazem”, diz a professora Camila Alves dos Santos Diniz, orientadora do grupo que contou com a participação dos alunos Danielly Cristina Candido da Silva, Lucca Guberovich Conelheiro e Paloma Paes Bagattine.

O nome escolhido – Chamar – compreende uma revisão do tradicional conceito de competência: Conhecimento, Habilidade e Atitude (CHA), acrescido do compromisso para se chegar aos melhores resultados: Motivação, Amor, Resultados (MAR). Entre os objetivos do projeto estão viabilizar o mapeamento de competências aplicável, tornando-o participativo e conhecido em todos os níveis organizacionais; transformar os métodos tradicionais em inovadores; e criar um aplicativo móvel que reduza custos e agilize a obtenção dos resultados das avaliações.  

De olho no mercado

Na avaliação de Camila, o projeto tem grandes chances de sucesso no mercado. “Já entramos em contato com um representante da empresa Júnior da unidade do Sebrae aqui da região e agora aguardamos uma resposta”, diz. O primeiro passo será encontrar um parceiro para desenvolver o aplicativo. Além do apoio do Sebrae, a equipe também está conversando com empresas locais e até com outras Etecs que possam ajudar no desenvolvimento do software.

A professora ressalta que o aplicativo não visa eliminar a imprescindível etapa de feedback ao colaborador, que consiste na devolutiva da liderança ao funcionário quanto aos resultados obtidos no processo de mapeamento das competências. O objetivo é deixar o processo mais ágil e eficaz, para que avaliador e avaliado possam controlar formalmente e efetivamente o plano de ação.

Outras boas ideias
Professor da Fatec Ourinhos cria aplicativo para acessar sites com conteúdo sonoro

Projeto da Fatec Baixada Santista estuda soluções para o Porto de Santos

Professor da Fatec desenvolve app de comunicação alternativa para suprir dificuldades na fala

Alunos de Informática criam aplicativo de jogos para crianças com Síndrome de Down

Fatec de Jaú inventa dispositivo remoto para medir volume de água e assoreamentos

Back To Top