skip to Main Content

Estudantes de Etecs conquistam vagas no Programa Jovens Embaixadores

Dois alunos concluintes do Ensino Médio de Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) estão entre os 50 estudantes da rede pública selecionados para a 14ª edição do Programa Jovens Embaixadores. Mais de 13 mil candidatos se inscreveram para participar da iniciativa. Camilla Lopes Zanotti, da Etec Antonio Devisate, de Marília, e Pedro Ferreira Alencar, da Etec Dr. Júlio Cardoso, de Franca, embarcam amanhã, dia 8 para os Estados Unidos para fazer o intercâmbio cultural gratuito de três semanas.  A volta dos jovens está prevista para 31 de janeiro.

A viagem inclui visita a monumentos históricos e pontos turísticos da capital dos EUA, Washington, participação em palestras e encontros com lideranças do setor público e privado. Os intercambistas ficarão hospedados em casas de famílias americanas.

Criado em 2002, o programa é promovido pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil. Um dos objetivos da iniciativa é que os jovens retornem ao País com um projeto de empreendedorismo social para implementar em sua comunidade.

Foco social

Para se inscrever no programa é necessário ter entre 15 e 18 anos, bom desempenho escolar e fluência em inglês. A seleção inclui ainda uma prova escrita e oral, entrevista pessoal e análise socioeconômica. Também é preciso ter perfil de liderança e prestar serviço voluntário à comunidade.
É o caso de Camila, de 17 anos.

Durante o Ensino Médio, ela esteve engajada em diversos trabalhos sociais tanto em creches do município de Marília como na Campanha do Agasalho. E ainda participou da implantação de um projeto de conscientização ambiental, que ensinou moradores do seu bairro a utilizar a técnica de compostagem para reciclar lixo orgânico. “Depois de fazer um curso de Libras (Língua Brasileira de Sinais), passei a trabalhar como intérprete na comunidade da igreja que frequento”, completa.

Essa foi a segunda vez que Camila prestou o concurso. “No ano passado cheguei na etapa final, mas não fui selecionada”, conta. Porém, em 2015, ela garantiu um lugar no programa de imersão de inglês de uma semana do Jovens Embaixadores em Brasília, destinado aos candidatos semifinalistas.
“Minha missão agora é voltar desse intercâmbio com boas referências para implementar no Brasil. Espero, ainda, aperfeiçoar minhas ideias no âmbito social”, ressalta.

Outro também persistente é Pedro, de 18 anos. “Participei do processo de seleção em 2014, mas fui eliminado na prova oral”, explica. “Fiquei arrasado, porém motivado a me esforçar ainda mais”, relembra.
Nascido no Estado de Goiás, Pedro cresceu no munícipio de Claraval, em Minas Gerais, de onde saiu para estudar na escola técnica de Franca. “ A ideia de estudar em uma Etec veio do meu irmão, que fez técnico de Agropecuária na Etec Prof. Carmelino Corrêa Junior.

Segui seu exemplo e fui para a Dr. Júlio Cardoso em busca de oportunidades e ensino de qualidade.  Achei ambos”, conta. Depois de ingressar na Etec, Pedro conseguiu uma bolsa de estudos de inglês no Centro Cultural Brasil-Estados Unidos (CCBEU), onde teve chance de aprimorar o inglês por dois anos. É na cidade de Claraval que Pedro desenvolve o projeto Dream in English, que oferece aulas de inglês gratuitas a crianças de 8 a 11 anos. Em Franca, junto com 19 alunos da Etec, ele criou um plano de ajuda aos animais desabrigados do município. “Minhas expectativas para o programa são imensas. Espero fazer bonito e representar bem o Brasil, Claraval e Franca”, finaliza.

Outras edições

Incluindo os vencedores desta edição, dez alunos de Etecs já conquistaram uma vaga no Programa Jovens Embaixadores. Em 2014, Davi Dom Bosco, da Etec Dr. Júlio Cardoso, de Franca, e Raiane dos Anjos Pereira, da Etec Cônego José Bento, de Jacareí, foram aprovados entre 13 mil inscritos. Em 2013, Amanda Ferraz, da Etec Sales Gomes, de Tatuí, foi escolhida.

Em 2012, viajaram os estudantes Laurence Uehara, da Etec Rosa Perrone Scavone (Itatiba), Luiz  Carlos Marques Júnior, da Etec Monsenhor Antônio Magliano (Garça), e Marina Contiero Amoroso, da Etec Prof. Alcídio de Souza Prado (Orlândia). Em 2008, foi a vez de Raphael Gradinar Coelho, da Etec Jorge Street (São Caetano do Sul). Letícia Vieira Mattos, da Etec Antonio Devisate (Marília), participou em 2007.

Back To Top