skip to Main Content

Edição 2017 do Programa Jovem Senador está com inscrições abertas

Edição 2017 Do Programa Jovem Senador Está Com Inscrições Abertas
Crédito: Divulgação | A aluna Marina Vivianne Carcassola e o professor Francis Fernando Lobo, da Etec de Lorena, participaram do programa em 2016

Até o dia 18 de agosto, estudantes dos Ensinos Médio e Integrado das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) e das demais instituições públicas estaduais e do Distrito Federal podem fazer a inscrição, somente pela internet, para o Programa Jovem Senador 2017. A iniciativa do Senado Federal visa oferecer aos alunos a oportunidade de conhecer a estrutura e o funcionamento do Poder Legislativo no Brasil.

Para participar do concurso, o jovem deve ter até 19 anos na data da inscrição e fazer uma redação, que neste ano tem como tema Brasil plural: para falar de intolerância. Cabe à escola trabalhar o assunto com os estudantes e orientar a elaboração de um texto dissertativo de 20 a 30 linhas, sobre a temática proposta. Em seguida a unidade deve escolher uma das criações para representá-la e realizar sua inscrição no site do senado federal. Ao todo serão selecionadas 27 redações, sendo uma por Estado mais a do Distrito Federal.

Os autores dos textos escolhidos e os professores orientadores vão participar do Programa Jovem Senador. As atividades estão programadas para o período de 27 de novembro e 2 de dezembro. Os alunos selecionados vão vivenciar o processo de discussão e elaboração das leis do País, simulando a atuação dos senadores da República. As atividades incluem a posse dos jovens senadores e a eleição da Mesa. O encerramento dos trabalhos se dá com a aprovação dos projetos e a consequente publicação no Diário do Senado Federal.

Para conhecer o regulamente e ter outras informações sobre o concurso basta acessar o site.

Edição 2016

No ano passado, Marina Vivianne Carcassola, estudante do curso técnico de Marketing integrado ao Ensino Médio da Etec Padre Carlos Leôncio da Silva, de Lorena, foi um dos jovens senadores, orientada pelo professor Francis Fernando Lobo. Para conhecer a redação que levou Marina a Brasília clique aqui.

Back To Top