skip to Main Content

Cursos das Fatecs são opção para quem quer trabalhar no setor agropecuário

Cursos Das Fatecs São Opção Para Quem Quer Trabalhar No Setor Agropecuário
Crédito: Gastão Guedes

O agronegócio foi uma das áreas que mais criou empregos formais no Brasil no primeiro de 2017, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). De olho nesse aquecimento quem quiser entrar no mercado ou aprimorar sua formação encontra nas Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) uma série de cursos superiores tecnológicos que preparam profissionais para atuar nesse setor da economia.

O diretor da Fatec Botucatu, Roberto Antonio Colenci, tem na ponta da língua bons resultados brasileiros que ajudam a explicar por que o agronegócio está com tudo. “Neste ano, o País colheu a maior safra de soja da história e estamos para colher uma super safra de milho”, afirma. “Esse cenário exige tecnologia e profissionais preparados.”

O advogado Renato Augusto Acerra, de 47 anos, de Botucatu, considerava a vida rural uma espécie de hobby. Seu faro para os negócios, porém, o levou a escolher a Fatec para estudar e ampliar sua área de atuação. Aluno do quinto semestre do curso de Agronegócio, ele já tem fazendeiros entre seus clientes. “Visualizei a possibilidade de oferecer consultoria, assessoria para o agronegócio. Hoje, o agro é tudo.”

Açúcar e álcool

Conhecida por sua economia diversificada, a cidade de São José do Rio Preto também vem se beneficiando pelo aquecimento do setor agropecuário. De acordo com a coordenadora do curso de Agronegócio da Fatec do município, Danila Comelis Bertolin, estão em destaque a área de comércio internacional das usinas de açúcar e álcool, a área de logística da agroindústria e o setor de máquinas agrícolas.

Ex-aluna da Fatec de São José do Rio Preto, Camila Scaquetti, de 26 anos, também percebe o aquecimento do setor de agronegócios. Hoje ela é gestora de marketing e relacionamento com o cliente de uma empresa do setor de máquinas agrícolas, mas começou como estagiária.

Segundo Camila, a formação na Fatec foi um diferencial para que ela conquistasse a vaga e continua sendo um fator relevante para a empresa. “Como o curso tecnológico dá uma experiência mais “mão na massa” e o estudante acaba tendo uma vivência prática já na faculdade, as empresas preferem os profissionais que vêm da Fatec.”

Opções

As Fatecs oferecem quatro cursos específicos para o setor agrícola: Agroindústria, Agronegócio, Big Data no Agronegócio e Mecanização em Agricultura de Precisão. Além disso, cursos como os de Silvicultura e Gestão Ambiental formam profissionais aptos a trabalhar nessa área.

Com duração de três anos, os cursos superiores de tecnologia das Fatecs dão prioridade às disciplinas específicas e às aulas de laboratório.

Para conhecer melhor os cursos oferecidos pelas unidades do Centro Paula Souza, basta acessar o Guia das Profissões Tecnológicas, que traz as disciplinas estudadas, as atribuições do profissional, onde trabalhar, onde estudar e sugestões de cursos relacionados.

Back To Top