skip to Main Content

Conheça as vantagens e diferenciais dos cursos tecnológicos

Conheça As Vantagens E Diferenciais Dos Cursos Tecnológicos
Crédito: Gastão Guedes | São mais de 15 mil vagas para o Vestibular das Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) para o segundo semestre de 2017

A conclusão do Ensino Médio abre uma série de possibilidades para o futuro. Se a escolha for continuar estudando, é importante conhecer as modalidades oferecidas e entender qual delas atende melhor às expectativas do estudante. As opções mais conhecidas do ensino superior são os cursos de bacharelado e licenciatura, mas a graduação tecnológica é cada vez mais procurada pelos estudantes e pelo mercado.

Os cursos tecnológicos são hoje a escolha de 13% dos estudantes brasileiros. Mais de 1 milhão estão matriculados nas 6 mil graduações do tipo em todo o País, segundo o Censo do Ensino Superior 2015 do Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação. Também é uma opção em alta nos últimos anos: entre 2005 e 2015, o número de concluintes do ensino tecnológico registrou a maior alta da Educação Superior, tendo crescido cinco vezes.

Essa modalidade é organizada de modo a atender as demandas do setor produtivo. Portanto, é indicada para quem tem mais clareza a respeito da área em que pretende atuar, pois o aluno terá uma visão mais aprofundada sobre determinado ramo, ao contrário do bacharelado, que oferece uma formação mais ampla e generalista.

Outras diferenças são a duração dos cursos e a grade curricular. No bacharelado, os cursos têm duração média de quatro a seis anos, enquanto nos tecnológicos, duram entre dois e três anos. A grade curricular do tecnológico é composta de mais matérias práticas, enquanto a do bacharelado tem mais disciplinas teóricas.

Qualidade e excelência

“Os cursos superiores de tecnologia permitem o ingresso mais rápido no mundo do trabalho e as Fatecs possuem o grande diferencial na qualidade e excelência desse tipo de ensino”, diz o coordenador de Ensino Superior de Graduação do Centro Paula Souza, André Macêdo. “Esse diferencial é reconhecido pelas indústrias, empresas e demais setores da economia, o que agiliza a absorção de nossos egressos no mercado de trabalho.”

A alta empregabilidade é uma das vantagens desse tipo de graduação. Mais de 90% dos tecnólogos do País estão empregados, segundo pesquisa de qualificação profissional desenvolvida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em 2016. O índice de empregabilidade dos tecnólogos formados pelas Fatecs é de 92% até um ano após a conclusão do curso.

Formação constante

“No Estado de São Paulo, há uma acentuada procura pelos cursos superiores de tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Logística e Gestão Empresarial, Construção Civil e outros voltados à área de Mecânica e Eletrônica, porém, a demanda dependerá das características socioeconômicas da região e seu entorno”, afirma Macêdo. Segundo ele, qualquer que seja a área escolhida, é importante ter em mente que a formação se dá ao longo de toda a vida e não deve se encerrar na graduação. Os profissionais precisam levar em conta que o mercado atualmente é muito dinâmico.

Tanto os cursos tecnológicos quanto os bacharelados e licenciaturas permitem a realização de uma pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) ou lato sensu (especialização). Também possibilitam a participação em concursos públicos que exijam curso superior.

O Centro Paula Souza tem hoje 66 Fatecs distribuídas em 60 municípios paulistas. As inscrições para o vestibular continuam abertas até o dia 12 de junho. A prova será realizada no dia 2 de julho. Para mais informações, acesse o site do Vestibular Fatec.

Back To Top