CPS participa da Caravana da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania em Ibiúna – CPS – Centro Paula Souza skip to Main Content

CPS participa da Caravana da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania em Ibiúna

CPS Participa Da Caravana Da Inclusão, Acessibilidade E Cidadania Em Ibiúna
O secretário-adjunto Luiz Carlos Lopes debate políticas de inclusão com estudantes l Foto: Divulgação

Nesta sexta-feira, dia 1º, Ibiúna foi a última cidade paulista a receber a Caravana da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania neste ano. Realizada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, o evento trouxe novamente ao centro dos debates municipais e regionais as questões relacionadas às políticas públicas inclusivas.

Mais uma vez, o Centro Paula Souza (CPS) participou da Caravana, representado pela assessora de Inclusão da Pessoa com Deficiência, Alessandra Costa. Também participaram da iniciativa o secretário-adjunto da Secretaria do Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo Luiz Carlos Lopes; o prefeito do município, João Benedicto de Mello; entre outras autoridades.

Em 2017, o evento passou também pelos municípios de Barretos, Cruzeiro, Ipaussu e Piracicaba.

 

Cultura inclusiva 

Nas Etecs e nas Fatecs, a inclusão começa no processo seletivo. Já na ficha de inscrição, o candidato pode solicitar atendimento diferenciado, como prova em braille ou ampliada, intérprete de libras ou escolha do melhor local para fazer o exame.

Ao ingressar na instituição, o aluno é entrevistado para que sejam definidas as tecnologias assistivas e a metodologia de ensino adequadas. Os professores são constantemente capacitados para atender as necessidades específicas do estudante com deficiência.

Nos últimos cinco anos, foram treinados cerca de 2 mil funcionários em temas como integração, práticas pedagógicas, metodologias de ensino para pessoa com deficiência, tecnologias assistivas, legislação e linguagem de sinais.

A cultura inclusiva também está presente na rotina dos demais alunos da instituição, com seus projetos tecnológicos que anualmente são destaques em feiras de ciência de todo o País. Entre as invenções recentes dos estudantes estão aplicativos de celular para facilitar a vida de deficientes visuais, robô para auxiliar na educação de autistas, moda inclusiva, cadeira de rodas motorizada controlada por movimentos da testa, prótese de baixo custo com componentes mecânicos e eletroeletrônicos.

Back To Top