skip to Main Content

Animação em stop motion da Etec de Leme se destaca pelo uso de materiais recicláveis

Animação Em Stop Motion Da Etec De Leme Se Destaca Pelo Uso De Materiais Recicláveis
Crédito: Divulgação | Pôster do filme lembra a atmosfera sombria das animações de Tim Burton

Com muita influência nerd e um olhar afinado para os rumos do planeta, cinco estudantes de Comunicação Visual da Escola Técnica Estadual (Etec) Deputado Salim Sedeh, de Leme, foram responsáveis pela criação e desenvolvimento do curta-metragem em stop motion Futuro Esquecido, feito com materiais recicláveis e baixo custo. Stop motion é uma técnica de animação que, frequentemente, utiliza bonecos feitos com massa de modelar.

Michele Gonçalves, Jonas Rodrigues, Bruno Albino, Carlos Zaccaro e Augusto do Carmo desenvolveram o projeto como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), sob orientação do professor Luiz Fernando da Silva Beck. Eles conquistaram o primeiro lugar na categoria Artes, Cultura e Design da 9ª edição da Feira Tecnológica do Centro Paula Souza, a Feteps, no ano passado.

O filme de 13 minutos é o capítulo inicial de uma série roteirizada por Michele e Augusto. O casal de namorados teve a ideia de utilizar o projeto como TCC já no primeiro semestre do curso de um ano e meio. Inovação foi um dos motivos. “Todo mundo que faz comunicação visual acaba apresentando identidade visual, logotipos. Nós pensamos no stop motion, pois vimos como era feita a técnica em uma aula na Etec”, explica Michele.

Além de variar na temática, o grupo também quis diferenciar o modo de fazer, já que essa técnica de animação é bastante difundida. “Eles queriam gerar algo diferente, não queriam competir com as grandes produções. Então foram pegando coisas da rua, sucata. Pensaram no diferencial e na viabilidade financeira”, afirma Beck. Para a montagem, Michele aproveitou suas habilidades com a porcelana fria – também conhecida como biscuit – para esculpir os rostos dos personagens. O movimento foi possível com a implantação de imãs na cabeça dos bonecos, com corpos feitos de arame. O cenário também é criação do grupo.

A gravação, em um estúdio construído exclusivamente para a produção do filme, durou três meses – mais de cinco mil fotos foram tiradas e editadas para a montagem. Os alunos também fizeram a dublagem da produção. “Eles ultrapassaram todas as expectativas e foram aplaudidos de pé na apresentação do TCC”, conta Beck sobre a dedicação da equipe.

Futuro Esquecido

No filme, o político Victor Hammstein, dono da cidade Gray – que, não por acaso, significa ‘cinza’ em inglês – descobre um vírus capaz de destruir a humanidade, já castigada pela poluição e degradação ambiental que tomaram conta do planeta. Ciente de seu plano, um de seus empregados, o cientista Albert, busca meios de derrotar o vilão.

O nome do personagem principal é referência a Albert Einstein. “É o primeiro nome em que todo mundo pensa quando se fala em ciência”, diz Michele. Assim como a lembrança do físico que publicou a Teoria da Relatividade, o filme deixa traços fáceis de reconhecer aos cinéfilos e geeks: a marca de Tim Burton, um dos mais consagrados diretores de animação contemporâneos, é nítida.

Além disso, o curta faz alusões a Star Wars, Dragon Ball, às séries Um Maluco no Pedaço e O Mundo de Beakman, populares entre quem cresceu nos anos 1990, o game Mario Bros, e até Harlem Shake, um viral da internet de 2013.
A produção dos próximos dois episódios da série, já escritos, ainda não tem previsão, mas está nos planos do grupo. Os alunos concluíram o curso técnico em 2015.

Animação em stop motion da Etec de Leme se destaca pelo uso de materiais recicláveis

Back To Top