skip to Main Content

Alunos da Etec Bento Quirino vencem Prêmio Jovem da Água de Estocolmo

Alunos Da Etec Bento Quirino Vencem Prêmio Jovem Da Água De Estocolmo
Crédito: Divulgação | Alunos vão representar o Brasil na Semana Mundial da Água de Estocolmo, na capital sueca, em agosto

Os estudantes do curso técnico de Eletrônica integrado ao Ensino Médio Beatriz Ruscetto da Silva, Matheus Henrique Cezar da Silva e Gabriel Gertrudes Trindade, da Escola Técnica Estadual (Etec) Bento Quirino, de Campinas, venceram a etapa nacional do Prêmio Jovem da Água de Estocolmo (Stockholm Junior Water Prize, em inglês) e vão representar o Brasil na final da competição, durante a Semana Mundial da Água de Estocolmo, na capital sueca, em agosto. Além da viagem, o grupo ganhou R$ 10 mil. A Etec recebe prêmio de R$ 3 mil.

Eles se destacaram com o projeto STAC-IBR: Solução para o tratamento de água nas cisternas instaladas no Brasil, um sistema barato e eficiente para desinfetar a água de cisternas para populações de baixa renda do semiárido. Com o uso de materiais baratos e peças eletrônicas simples, eles criaram um equipamento que permite a geração de cloro por meio de eletrólise, um processo que transforma sal e água em cloro a partir de um estímulo elétrico, que dissocia partículas. A energia necessária ao funcionamento desse dispositivo é obtida por um gerador solar. Isso significa que regiões carentes, sem energia elétrica, também poderiam se beneficiar do projeto. O equipamento pode ser acoplado às cisternas e é portátil.

O STAC-IBR foi desenvolvido em parceria com o Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI), unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Mais Etec

Realizada pela primeira vez no Brasil, a disputa tem a proposta de congregar jovens inovadores de todo o mundo, incentivar o interesse continuado em água e sustentabilidade e reconhecer o mérito de iniciativas de destaque. Foram inscritos 26 trabalhos de diversas regiões do país e a cerimônia de premiação foi na noite desta terça-feira, 7 de junho.

Entre os cinco finalistas, outro projeto de alunos de Etec: Reaproveitamento dos metais pesados provenientes de pilhas exauridas em pigmentos para proteção das águas do Brasil. Desenvolvido pelas alunas Ana Luiza Pelosi Torres, Cristiane Temporine Moreira e Eduarda Campos de Oliveira na ETEC Trajano Camargo, de Limeira, o trabalho é uma solução sustentável para o problema do descarte de pilhas. O estudo prevê o uso dos metais pesados, que poderiam poluir as águas, para a produção de pigmentos vítreos que podem ser aplicados em peças de ecojoias, como colares e anéis.

Back To Top